85% das organizações dão mais acesso privilegiado do que o necessário a funcionários

Views: 32
0 0
Read Time:1 Minute, 36 Second

Pesquisa global mostra que metade de todas as empresas usa mais de 25 sistemas diferentes para gerenciar direitos de acesso; mais de um em cinco utiliza mais de 100 sistemas diferentes

Segundo dados de um estudo global da One Identity, fornecedor de segurança com foco em identidade, 85% das organizações dão mais acesso privilegiado do que o necessário a alguns de seus funcionários. Mais de oito em cada 10 entrevistados indicaram que as identidades gerenciadas mais do que dobraram e 25% relataram um aumento de 10 vezes durante o período a pandemia, em virtude do trabalho remoto.

Realizado pela Dimensional Research com 1 mil profissionais de segurança de TI, o estudo indica que a proliferação de identidade é um obstáculo de segurança a ser melhorado à medida que as empresas buscam otimizar sua postura geral de cibersegurança. Metade das empresas consultadas relataram que usam mais de 25 sistemas diferentes para gerenciar direitos de acesso. Mais de um em cada cinco entrevistados utiliza mais de 100 

Um segundo desafio é a maneira fragmentada como a maioria das organizações trata a segurança de identidade: 51% dos entrevistados afirmaram que vários silos geram uma falta de visibilidade sobre quem tem acesso a qual sistema. O resultado do gerenciamento da segurança de identidade em silos representa níveis significativos de complexidade e risco. 

Uma tendência em direção a uma abordagem ponta-a-ponta para segurança de identidade foi enfatizada pela pesquisa. Metade dos entrevistados afirma que uma unificação de identidades e contas é necessária para responder melhor às condições de mercado em evolução. Quase dois terços dos entrevistados afirmaram que uma plataforma unificada de gerenciamento de identidade e acesso simplificaria sua abordagem de negócios. 

As práticas da indústria reconhecem que ransomware (66%), phishing (52%) e preocupações de adoção de RPA permanecem em primeiro lugar (94% das organizações que implantaram bots ou RPA relatam desafios para protegê-los). 

FONTE: IP NEWS

Previous post Estudo revela que Segurança da Informação é o principal foco para 53% dos líderes
Next post O cibercrime compensa? A Interpol mostrou que não!

Deixe um comentário