Câmara de Vereadores de BH é atacada

Views: 50
0 0
Read Time:1 Minute, 56 Second

O site da Câmara Municipal de Belo Horizonte foi alvo de hackers, na manhã desta quarta-feira, 3, e foi tirado do ar pelos administradores, sem prazo para voltar.

Os invasores alteraram a página inicial, o que se chama no jargão da área de segurança de um ataque de defacing. 

No lugar do site convencional, ficou o desenho de uma pessoa de traços orientais atendendo um telefone, provavelmente alguma referência de cultura pop nipônica fora do alcance cultural desse repórter.

O ataque foi reivindicado pelo grupo 99 Crew, e suspendeu o funcionamento do portal do legislativo municipal de BH, enquanto as equipes de TI tentam restaurar o site.

Por causa da invasão,  foram suspensas as oitivas da CPI da Covid, previstas para essa quarta-feira. 

A Câmara esclareceu que não houve prejuízo de nenhum outro serviço ou servidor, ou comprometimento de dados. 

Com 2,5 milhões de habitantes, Belo Horizonte é a sexta maior capital do país. Nos últimos tempos, cidades grandes e pequenas vem sofrendo ataques hackers. 

Segundo um levantamento da Trend Micro, 30 municípios brasileiros sofreram ataques cibernéticos desde o final do ano passado.

Os ataques vão desde cidades minúsculas, como a catarinense Santa Rosa de Lima, com pouco mais de 2 mil habitantes, até Campinas, por exemplo, que possui uma população maior que 1,2 milhão. 

No que a empresa classifica como uma “epidemia de ataques cibernéticos”, o fato dos incidentes incluírem cidades de todos os tamanhos demonstra a natureza automatizada dos softwares que coordenam essas ações.

Os ataques às prefeituras são, na grande maioria, do tipo ransomware, enquanto outros criminosos têm como alvo sistemas financeiros.

O Brasil tem 5,5 mil municípios, muitos com uma gestão muito precária da sua área de TI.

De acordo uma pesquisa de 2014 do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) com 334 municípios brasileiros, mais da metade deles (54%) não tinham nem sequer um departamento ou área de TI dedicados.

Uma área do tipo é coisa de cidades grandes apenas. Entre as questionadas com mais de 500 mil habitantes, todas tinham áreas de TI. Ao todo, o país tem cerca de 40 cidades desse tamanho.

O levantamento já é algo antigo, mas parece difícil de se acreditar que a situação tenha melhorado consideravelmente desde então. 

FONTE: BAGUETE

Previous post Atento tem dados comerciais e financeiros divulgados
Next post Ex-chefe da CISA convoca conselhos e executivos se unem à luta contra o ransomware

Deixe um comentário