BCG: empresas precisam adotar ‘criptoagilidade’ para manter cibersegurança no mundo quântico

Views: 48
0 0
Read Time:1 Minute, 48 Second

Segundo consultoria, tecnologia é ameaça para sistemas de criptografia, mas também criará soluções de proteção

Foto: Shutterstock

computação quântica pode tornar obsoleto tudo o que se faz atualmente no campo da cibersegurança, diz um estudo do Boston Consulting Group (BCG) feito a partir de consultas com mais de 20 experts em tecnologia quântica, segurança online e criptografia. Isso acende um alerta tanto para os fabricantes de soluções, que precisam se valer da nova tecnologia para aprimorar soluções, como para as empresas potencialmente afetadas por cibercriminosos.

Segundo a consultoria, as empresas precisam adotar urgentemente a “criptoagilidade”, conceito que resume a capacidade de dominar padrões criptográficos para reduzir vulnerabilidades.

Computadores quânticos também podem ser usados para distribuir chaves criptográficas, ferramentas que podem ser usadas para detectar a presença de invasores em um link, por meio de um protocolo conhecido como distribuição de chave quântica (Quantum Key Distribution, ou QKD). Esse protocolo, explica a consultoria, se usado em associação com a chave de uso único (one-time-pad, ou OTP), promete segurança de criptografia inquebrável.

O BCG ressalta, porém, que a distribuição de chave quântica ainda é uma tecnologia emergente, com requisitos de adoção caros e muito rigorosos para os padrões atuais. A expectativa é que seu desenvolvimento seja financiado principalmente pelo setor público – em especial o militar – e que tenha adoção limitada em empresas privadas – embora o acesso deva melhorar com o tempo.

Recomendações

A pesquisa recomenda etapas para empresas se prepararem para a criptografia quântica. Primeiro entender que nenhuma organização pode proteger todos os dados, e é preciso priorizar os mais críticos. Depois, tornar o custo de comprometer os dados maior do que o valor deles para os potenciais invasores.

As empresas também precisam se manter atualizadas sobre os avanços da tecnologia quântica e as soluções de segurança que propicia, bem como adotar contingências para diminuir vulnerabilidades. A consultoria recomenda que empresas mais suscetíveis a ataques e que lidam com dados críticos iniciem um projeto-piloto de integração de soluções seguras quânticas o quanto antes.

FONTE: CIO

Previous post “Golpe do Presente” rouba foto da vítima para fraudar reconhecimento facial
Next post Mais de 400 golpes financeiros são bloqueados por hora no Brasil, aponta PSafe

Deixe um comentário