US$ 5,2 bilhões de resgates pagos em bitcoins

Views: 98
0 0
Read Time:1 Minute, 8 Second

Instituições financeiras e criptomoedas são cúmplices desses cibercrimes?

O Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN), um dos departamentos do Tesouro dos EUA, publicou um relatório informando ter localizado, entre janeiro de 2011 e junho de 2021, um total de US$ 5,2 bilhões em transações de bitcoins relacionadas ao pagamento de ransomware. Funcionários do FinCEN disseram que o número foi compilado a partir da análise de 2.184 Relatórios de Atividades Suspeitas (SARs) apresentados por instituições financeiras dos EUA. Segundo o relatório, a “Análise de Tendências Financeiras” foi uma resposta ao aumento no número e gravidade dos ataques de ransomware contra a infraestrutura crítica dos EUA desde o final de 2020.

As instituições financeiras registraram no primeiro semestre de 2021 635 SARs relacionados à suspeita de atividade de ransomware. Os SARs apontaram 458 transações suspeitas no valor de US$ 590 milhões. O número do primeiro semestre de 2021 excede o valor informado para todo o ano de 2020, que foi de US$ 416 milhões, mostrando um aumento na atividade de ransomware. A quantidade média de transações de ransomware relatadas por mês em 2021 foi de US $ 102,3 milhões. Com base nos dados de SARs, o FinCEN disse que identificou 68 variantes diferentes de ransomware ativas no primeiro semestre de 2021. As variantes mais relatadas no semestre foram REvil / Sodinokibi, Conti, DarkSide, Avaddon e Phobos.

FONTE: CISO ADVISOR

Previous post MPEs se tornam alvo de hackers nos ataques de dupla extorsão
Next post Grupo hacker REvil que invadiu parceira da Apple é hackeado pelo FBI

Deixe um comentário