Brasil é o 5º país com mais registros de ataques de hackers contra empresas

Views: 87
0 0
Read Time:1 Minute, 29 Second

O Brasil é o quinto país do mundo em número de ataques de hackers contra empresas, atrás apenas de EUA, Reino Unido, Alemanha e África do Sul. A conclusão é de um levantamento da consultoria alemã Roland Berger.

Segundo o estudo, só nos seis primeiros meses deste ano, os registros no país já superaram o total de ocorrências de 2020. Se considerados apenas os casos de “ransomware“, que são aqueles que envolvem o bloqueio do sistema em troca de um pagamento de resgate, já foram 9,1 milhões de casos por aqui em 2021.

Em todo o planeta, só em 2021, os prejuízos provocados por cibercriminosos já atingem US$ 6 trilhões e, na visão dos especialistas, as empresas terão que aumentar cada vez mais os investimentos para se proteger de ataques.

Hackers invadiram sistema do Tesouro Nacional

Além de empresas, o governo brasileiro também foi vítima de cibercriminosos este ano. Em agosto, a rede interna da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia, sofreu um ataquehacker do tipo ransomware.

Após o ataque à STN, a Polícia Federal foi imediatamente acionada e medidas de contenção foram aplicadas. Em nota, o Ministério da Economia afirmou que, em vistoria, foi observado que nenhum dano foi gerado aos sistemas.

Na ocasião, em entrevista ao Olhar Digital, o especialista em cibersegurança Arthur Igreja destacou a gravidade desse tipo de ataque [assista abaixo]. “São casos graves, empresas com muitos dados de muitas pessoas. A vítima pode pagar o resgate na crença de que o serviço será reestabelecido, mas o golpista pode fazer outra coisa e vazar. Sem contar que o serviço para. Estamos falando Tesouro Direto, que tem investimentos, reservas de várias pessoas. É um caso muito grave”, destacou.

FONTE: OLHAR DIGITAL

Previous post Sophos alerta que novo LockFile Ransomware usa criptografia intermitente para evitar a detecção
Next post Investir em cibersegurança ainda é um desafio para empresas brasileiras

Deixe um comentário