Mais de 85% das empresas cederam aos hackers e pagaram resgate em ataque ransomware

Views: 77
0 0
Read Time:1 Minute, 15 Second

Apenas 13% das organizações ouvidas pela IDC em pesauisa sobre segurança cibernética relataram ter experimentado um ataque/violação de ransomware e não terem cedido ao pedido de pagamento de resgate para a recuperação dos dados. Embora o pagamento médio de resgate tenha ficado em quase um quarto de milhão de dólares, em alguns grandes ataques os pagamentos de resgate ficaram em mais de US$ 1 milhão, distorcendo a média. O dado faz parte de estudo global da IDC.

O levantamento mostra ainda que mais de terço das organizações em todo o mundo sofreram ataque de ransomware ou violação que bloqueou o acesso a sistemas ou dados nos 12 últimos meses. Boa parte de ataques ransomware.

“À medida que a ganância dos cibercriminosos foi alimentada, o ransomware evoluiu em sofisticação, movendo-se lateralmente, elevando privilégios, evitando a detecção, exfiltrando dados e aproveitando-se da múltipla extorsão. Bem-vindos ao lado obscuro da transformação digital”, disse Frank Dickson, vice-presidente de programa de produtos de segurança cibernética da IDC.

Os setores de manufatura e finanças foram os que registraram as taxas mais altas de incidentes de ransomware, enquanto transportes, comunicações e serviços públicos e mídia apresentaram as taxas mais baixas.A análise dos resultados da pesquisa também mostrou que as organizações que estão mais adiantadas em seus projetos de transformação digital (DX) foram menos propensas a experimentar um ataque de ransomware. A IDC ouviu cerca de 800 tomadores de decisão e influenciadores de TI em todo o mundo.

FONTE: CONVERGENCIA DIGITAL

Previous post Cibercriminosos exploram as vulnerabilidades do Windows PrintNightmare
Next post Um terço das empresas sofreram com ataques por causa de senhas e políticas fracas de segurança, diz Kaspersky

Deixe um comentário