Empresa de cibersegurança identifica mais de 5 mil sites falsos com o tema da pandemia

Views: 69
0 0
Read Time:1 Minute, 55 Second

Relatório final da Kaspersky revelou que o Brasil está entre os países com mais criações de sites que tem como intenção roubar dados para cometer fraudes eletrônicas

Uma empresa cibersegurança impediu, de março de 2020 a julho deste ano, que mais de um milhão internautas visitassem portais de phishing, prática que consiste hein obter informações confidenciais como nome de usuário, senha e detalhes do cartão de crédito para cometer as fraudes eletrônicas. Todos os dados analisados foram enviados pelos produtos da Kaspersky de forma anônima.

Para entender melhor como os golpistas exploram a pandemia do coronavírus, especialistas analisaram e-mails de spam e páginas falsas (phishing), usando este tema com o objetivo de roubar credenciais dos internautas. O relatório final revelou que, na América Latina, Brasil, Colômbia e México foram os países que mais criaram sites temáticos fraudulentos.

Entre os esquemas mais comuns usados pelos cibercriminosos estão as diversas ofertas falsas de pagamentos e testes de COVID-19 com desconto. Recentemente, ficaram populares os anúncios falsos oferecendo certificados de vacinação e códigos QR maliciosos para restaurantes e eventos públicos.A atividade de golpes relacionados à pandemia atingiu um pico em março de 2021. Os pesquisadores da Kaspersky observaram um leve declínio em junho, antes dos cibercriminosos intensificarem suas operações novamente.

“Na maioria das fraudes que usam a pandemia, os cibercriminosos visam obter dados pessoais dos internautas, por isso o uso do phishing (mensagens maliciosas). As vítimas são enviadas para uma página falsa após clicar em um link de uma mensagem ou em um anúncio. Neste site, é solicitado a inserção das informações pessoais ou dados de cartões bancários. Com a pose delas, os fraudadores podem roubar dinheiro das vítimas”, explica Alexey Marchenko, chefe de pesquisa de métodos de filtragem de conteúdo da Kaspersky.”Ao ler uma mensagem sobre a pandemia, recomendamos que sempre verifique se as informações são de fontes oficiais e nunca forneça seus dados pessoais em sites suspeitos.”, completou.

Para evitar ser vítima de golpes online, a Kaspersky recomenda:

— Não acredite em ofertas e promoções exageradamente generosas;

— Não siga links recebidos em e-mails, mensagens instantâneas ou comunicações em redes sociais;

— Sempre verifique a autenticidade dos sites que você acessa;

— Use uma solução de segurança confiável, como o Kaspersky Security Cloud , que bloqueará programas maliciosos e sites falsos.

FONTE: O DIA

Previous post EUA lidera a lista dos 10 países responsáveis pelo maior número de ataques cibernéticos
Next post Estudo mostra que golpe virtual vem aumentando e pode ser ainda mais explorado no período do Dias dos Pais

Deixe um comentário