Primeira busca e apreensão com base na LGPD é realizada em São Paulo

Views: 60
0 0
Read Time:1 Minute, 11 Second

A primeira ordem judicial de busca e apreensão, com base na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), foi realizada no dia 10 de Junho. Segundo o portal O Globo – Blog de Lauro Jardim, a medida foi deferida pelo Poder Judiciário de São Paulo em razão da suspeita de utilização indevida de dados de clientes por parte de uma corretora de planos de saúde.

Busca e apreensão com base na LGPD recolhe documentos, PCs e Celulares

Durante a ação de busca e apreensão foram recolhidos documentos, computadores e celulares na sede da empresa e na residência de uma funcionária e os proprietários da corretoras responderão a processos cíveis e criminais. Foi informado, também, que outras corretoras em São Paulo e no Rio serão alvo das mesmas medidas.

É importante ressaltar que a LGPD não impede a atuação da justiça antes de qualquer procedimento iniciado pela ANPD. Por este motivo, desde setembro/2020 o Poder Judiciário já vem tomando medidas com base na Lei Geral de Proteção de Dados.

A medida é um alerta para as empresas da área da saúde que ainda não realizaram a adequação à LGPD, devido ao alto fluxo de tratamento de dados sensíveis nas organizações do segmento. Por isso, para manter a segurança os dados e os processos que os envolvem dentro dessas organizações é essencial realizar uma adequação eficaz à LGPD.

FONTE: BL CONSULTORIA DIGITAL

Previous post Três perguntas: as empresas e os ataques cibernéticos
Next post Cibercrime custa cerca de US$ 1,8 mi por minuto às empresas

Deixe um comentário