Polícia do Reino Unido experienciou mais de 2300 violações de dados em 2020

Views: 33
0 0
Read Time:1 Minute, 39 Second

A Polícia do Reino Unido foi responsável por 2386 incidentes de violação de dados, durante o ano passado. A informação foi apurada pela VPNoverview, que solicitou os dados à 45 delegacias, mas obteve resposta de apenas 31. Das 31 que responderam, 22 relataram ter sofrido violações de segurança durante o ano passado.

“Só em 2020, houve 2386 violações de dados registradas por 22 delegacias […] Listamos todas as delegacias que nos disseram que sofreram violações de dados em 2020”, escreve David Janssen, analista de segurança, fundador da VPNoverview.

Relação de delegacias que apresentaram vazamentos de dados. Foto: VPNoverview.
Relação de delegacias que apresentaram vazamentos de dados. Foto: VPNoverview.

Segundo Janssen, a média de violações de dados por delegacias de polícia do Reino Unido, desde 2016 até o começo deste ano, chega a quase 300 por delegacia.

Os resultados mostram que a média nacional é de 299 violações de dados por delegacia de polícia de 2016 a 2021. O Lancashire Constabulary é a “pior” estação do Reino Unido em violação de dados. Eles revelaram que tiveram que lidar com 1300 violações de dados em seus arquivos. A Cheshire Constabulary passou por uma quantidade semelhante de problemas, eles registraram 1193 violações de dados no total. [Já] a força policial de Sussex teve 980 vezes incidentes de exposição de informações confidenciais”, explica.

As violações analisadas no estudo são combinações de erros humanos, como quando um funcionários envia informações confidenciais por e-mail, para destinatários errados, além de ataques cibernéticos e comprometimento de dados por terceiros.

O estudo identificou também que 237 oficiais e funcionários foram punidos por permitirem essas violações, 6 renunciaram seus cargos durante investigações internas e 11 foram demitidos por uso indevido de computadores e dados da corporação.

De acordo com a Infosecurity Magazine, em 2015, o País de Gales (que pertence ao Reino Unido) foi multado em £ 160 mil (aproximadamente R$ 1.2 milhão) por ter desaparecido com DVDs não criptografados contendo gravações “altamente sensíveis” de uma entrevista com uma vítima de abuso sexual.

FONTE: THE HACK

Previous post Hackers da SolarWinds lançaram novo ataque, segundo a Microsoft
Next post Site Have I Been Pwned? usará dados do FBI e vira open source

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *