Executivos de instituições financeiras defendem segurança da nuvem

Views: 32
0 0
Read Time:1 Minute, 20 Second

Responsáveis pela integridade dos dados do Porto Seguro e Banco Inter explicam vantagens que a nuvem trouxe ao negócio e aos dados

 de João Monteiro

Durante o Cloud Summit, evento online promovido esta semana pela Palo Alto Networks, os executivos de instituições financeiras defenderam o uso da nuvem como forma de inovar e manter a segurança dos dados de suas empresas. Vinicius Fiel, CISO do Porto Seguro, coloca o nível de segurança no mesmo patamar de ambientes físicos, cabendo ao usuário saber administrá-lo.

“Erro humano é o problema. A segurança em si da nuvem é muito boa”, defendeu ele. De acordo com Fiel, a seguradora ativou gatilhos para que os desenvolvedores possam adotar serviços de TI sem necessidade da área de segurança ter que dar o aval sempre que uma nova ideia precisar ser posta em prática. Dessa forma, desde que os desenvolvedores sigam os parâmetros de segurança já impostos, nada é barrado. “Conseguimos ajudar o negócio a alavancar e não travar a inovação.” 

No Banco Inter, a forma de lidar com o desenvolvimento é semelhante. Com parâmetros de segurança pré-estabelecidos, os desenvolvedores precisam cumprir os requisitos para inovar. “Contamos com ferramentas de monitoramento em nuvem para trazer os alertas rapidamente”, complementa Lucas Bernardes, diretor de Dados, Segurança e Riscos Operacionais do banco. 

Bernardes disse que a nuvem é o que permite ao setor financeiro inovar. “A explosão de fintechs é resultado da adoção da nuvem”, afirmou. Até mesmo a popularização da criptografia pode ser posta na conta da disrupção que a cloud trouxe, na sua opinião. 

FONTE: IP NEWS

Previous post Controle remoto pode ser usado para espionar usuários
Next post Malware usa arquivos em PDF para roubar senhas das vítimas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *