5 etapas principais para treinar funcionários para a segurança cibernética

Views: 68
0 0
Read Time:4 Minute, 38 Second

5 etapas principais para treinar funcionários para a segurança cibernética – uma vez que, a cada dia, mais violações e ataques de dados afetam os negócios, hoje é essencial que você dedique um tempo para verificar onde sua organização está vulnerável. 

Você pode configurar qualquer sistema para proteger sua empresa com segurança cibernética, mas a verdade é que muitos ataques têm como alvo seus funcionários, onde você está mais vulnerável. Portanto, entender como treinar funcionários para a segurança cibernética é essencial para qualquer organização.

Com tantos recursos que as empresas podem usar para proteger seus ativos digitais, como serviços de TI gerenciados que fornecem segurança de classe mundial com um orçamento de pequenas empresas, os hackers se voltaram para táticas como phishing e engenharia social para encontrar um alvo fácil. 

O ambiente de ameaças cibernéticas está em constante mudança e pode ser difícil para as empresas acompanhar. 

Aqui estão 5 etapas principais para treinar seus funcionários para ameaças cibernéticas:

1. Treine seus funcionários para reconhecer ataques de phishing

Alguns dos ataques cibernéticos mais poderosos e eficazes que existem hoje são baseados em erro humano. Os invasores podem criar um ataque man-in-the-middle direcionado que colocará em risco até as contas mais protegidas, imitando endereços de e-mail, domínios e até mesmo algo como o formulário de autenticação de dois fatores do Google.

Os hackers tentarão de todas as maneiras obter uma vantagem, mas um invasor avançado com o conhecimento certo pode criar um plano altamente direcionado para trabalhar em sua rede. 

Você precisa ensinar sua equipe a identificar um e-mail suspeito e aonde ir quando tiver dúvidas sobre ele. 

Aqui estão alguns recursos característicos sobre e-mails de phishing:

  • Erros de ortografia – e-mails oficiais não contêm palavras com erros ortográficos, pontuações fracas ou ausentes e erros gramaticais. Os e-mails de empresas confiáveis ​​são bem organizados. Portanto, se você vir algum desses erros, exclua o e-mail diretamente.
  • Saudação – as mensagens de phishing geralmente começam com saudações indefinidas, como “Prezado cliente” ou “Usuário de conta valioso”. Empresas legítimas costumam usar seu nome verdadeiro.
  • Anexos suspeitos – as instituições financeiras geralmente não enviam anexos em suas comunicações por e-mail. Baixar um anexo pode fazer com que o malware seja instalado automaticamente no seu computador. Portanto, esteja atento a anexos de alto risco, como .exe, .scr e .zip.

2. Fortaleça a segurança da senha

Senhas fortes são o requisito mais básico para a segurança de e-mail.

Uma senha fraca nunca protegerá seu e-mail e os dados da empresa em sua conta de e-mail. 

Portanto, certifique-se de que sua senha e a de seus funcionários sigam as regras abaixo.

  • Use números e caracteres especiais.
  • Evite palavras que podem ser encontradas em um dicionário.
  • Use letras maiúsculas e minúsculas.
  • Não inclua nenhuma informação que alguém possa adivinhar facilmente com base em sua identidade.

3. Investir no treinamento de funcionários

Um dos conceitos mais importantes para entender com segurança cibernética é que a manutenção é um conceito contínuo. 

Novos ataques se desenvolvem constantemente, e sua abordagem para protegê-los não pode ser limitada ao treinamento anual. Você precisa se comprometer com uma ampla variedade de abordagens para manter sua equipe a par do que está por aí e o que fazer a respeito. Isso requer uma mudança de mentalidade: não ver a pessoa que abriu o anexo errado como o ponto de falha e, em vez disso, reconhecer que é a segurança e a estrutura de treinamento em torno desse indivíduo que falhou.

4. Não culpe seus funcionários

Muitas pessoas olham para a notícia de uma grande violação de dados e concluem que a culpa é de algum funcionário infeliz que clicou na coisa errada. Embora seja verdade que os funcionários podem ser a armadilha, culpar uma pessoa por não ter as informações certas no momento certo é, de fato, uma forma de evitar a responsabilidade da organização de manter a rede e os dados de seus funcionários protegidos. 

É responsabilidade da organização fazer um plano para que todos tenham as informações de que precisam para tomar a decisão certa e saibam aonde ir em caso de dúvidas. 

Você pode usar o Educador de Conscientização da Keepnet Labs para treinar seus funcionários com cursos apropriados e envolventes. Isso garante que seus funcionários fiquem mais cientes das ameaças e melhor equipados para identificar e-mails sofisticados de phishing no futuro.

5. Conduzir ataques de prática realista

Você não pode esperar que sua equipe desenvolva hábitos adequados de segurança cibernética sem encontrar uma maneira de colocar esses conceitos em prática e até mesmo aprender com seus erros. Conduzir ataques de prática realista ajudará seus funcionários a aprender com seus erros. 

Você também obterá dados sobre onde em sua organização há mais espaço para melhorias, ajudando a planejar futuras sessões de treinamento, conforme necessário. Todo mundo odeia cair no mesmo truque duas vezes, então um ataque prático bem-sucedido pode ser um momento real de aprendizado sobre por que a segurança é tão importante. Nesta etapa, recomendo enfaticamente o Simulador de Phishing da Keepnet Labs .

Ele permite que você teste e meça a vulnerabilidade de sua organização com segurança e proatividade, enviando ataques de phishing inofensivos para sua equipe, rastreando suas ações e relatando-as a você.

Autor: Hector – Pesquisador de segurança cibernética

FONTE: CRYPTO ID

Previous post Líderes de TI veem oportunidade de Inteligência Artificial mas faltam tecnologias, habilidades e governança para cumprir promessa
Next post Segurança de dados e os riscos da não priorização do compliance

Deixe uma resposta