Facebook e Instagram dizem que dados dos usuários ajudam as plataformas a ‘se manterem gratuitas’

Views: 120
0 0
Read Time:2 Minute, 28 Second

O Facebook, empresa responsável pela rede social de mesmo nome, Instagram, WhatsApp e outros, continua lutando para que seus usuários aceitem vender seus dados em troca de anúncios personalizados e gratuidade da plataforma.

Usuários de iPhone que atualizaram seus dispositivos para o iOS 14.5, lançado nesta terça-feira (04/05), estão recebendo mensagens pedindo que aceitem a política de dados do Facebook, por três motivos principais:

  • Anúncios otimizados, direcionados e com base no comportamento do usuário (mesmo fora do Facebook);
  • Ajuda em manter as redes sociais gratuitas, já que o Facebook precisa desses dados para conseguir cobrar mais de seus anunciantes;
  • Ajuda em manter negócios que dependem de anúncios em redes sociais que continuem operando.
Mensagem enviada aos usuários de iPhone que atualizaram seus dispositivos para o iOS 14.5. Foto: Facebook.
Mensagem enviada aos usuários de iPhone que atualizaram seus dispositivos para o iOS 14.5. Foto: Facebook.

Esta versão do iOS exige que solicitemos permissão para rastrear alguns dados deste dispositivo para melhorar seus anúncios […] Usamos informações sobre sua atividade recebida de outros aplicativos e sites para: mostrar anúncios mais personalizados; ajudar a manter o Facebook gratuito e dar suporte a negócios que dependem de anúncios para alcançar seus clientes”, diz a mensagem enviada aos usuários.

Facebook pode passar a cobrar?

O segundo “motivo” dado pelo para justificar porque usuários devem vender seus dados ao Facebook (ajudar o Facebook a se manter gratuito) gerou preocupação entre pesquisadores, internautas e usuários da rede social.

De acordo com o portal iMore, este tópico é uma ameaça aos usuários, dizendo que o Facebook pode passar a cobrar de seus usuários caso não aceitem a política de dados da empresa. No entanto, embora a empresa utilize a gratuidade da ferramenta como justificativa para que seus usuários vendam seus dados, uma possível cobrança do Facebook não foi mencionada pela empresa.

Luta antiga

A mensagem de como são utilizados dados dos usuários do Facebook/Instagram não foi adicionada por interesse do próprio Facebook. Essa mensagem é uma exigência da Apple com o novo iOS 14.5, onde todos os aplicativos devem pedir autorização explícita para coletar dados do dispositivo de seus usuários.

O Facebook, no entanto, não está nada satisfeito com a decisão da Apple, anunciada durante o WWDC 2020, em junho de 2020. Em outubro de 2020, quando foi lançado o iOS 14 (com configurações de privacidade mais rígidas), Mark Zuckerberg fundador e CEO do Facebook, comprou anúncios em jornais de grande circulação nos Estados Unidos, com mensagens atacando a Apple e suas atualizações de privacidade no iPhone.

Anúncio do Facebook, de página inteira, veiculado no The New York Times, com uma mensagem contra as medidas de privacidade anunciadas pela Apple. Foto: The New York Times.
Anúncio do Facebook, de página inteira, veiculado no The New York Times, com uma mensagem contra as medidas de privacidade anunciadas pela Apple. Foto: The New York Times.

No final de fevereiro deste ano, o Facebook lançou uma campanha para estimular que seus usuários aceitem vender seus dados para continuar utilizando a plataforma de forma gratuita, com anúncios personalizados e estimulando que “grandes ideias merecem ser vistas”.


FONTE: THE HACK

Previous post Criminosos cobram resgate para não divulgar dados de pacientes de saúde mental
Next post PortDoor: Novo ataque de backdoor chinês APT tem como alvo o setor de defesa russo

Deixe um comentário