Como a tecnologia em nuvem abriu mais espaço no mercado para profissionais de TI?

Views: 34
0 0
Read Time:2 Minute, 44 Second

Ao mesmo tempo que cerca de 20 milhões de brasileiros estão desempregados, segundo dados do IBGE, podemos ver que a realidade no ramo de Tecnologia da Informação é outra, pois existem muitas vagas abertas e poucos profissionais para preenchê-las

*Por Armindo Sgorlon

Com a chegada da pandemia causada pela Covid-19, as empresas passaram a adotar a tecnologia de Cloud Computing como estratégia para administrar os negócios. No cenário tecnológico atual, práticas como migrar dados e aplicar sistemas para a arquitetura em nuvem se tornaram uma grande tendência entre as corporações e uma alternativa para continuarem operando, sem danos aos negócios.

Segundo dados do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), só no ano passado, o armazenamento baseado em nuvem passou de 25% para 35%, e o software empresarial na nuvem aumentou de 20% para 27%, assim como o uso da capacidade de processamento de Cloud foi de 16% para 23%.

Como se sabe, a computação em nuvem é responsável por distribuir, otimizar, armazenar, atualizar e garantir a estabilidade e a segurança dos dados e servidores, e tem se mostrado uma alternativa mais econômica, pois os usuários não precisam se preocupar em adquirir, manter e atualizar computadores e dispositivos de armazenamento de dados, já que há companhias e profissionais que fazem esse papel por meio da nuvem.

Para se ter uma ideia da proporção que essa solução tem alcançado entre as elas, segundo a consultoria Gartner, até 2025, 80% das empresas brasileiras já vão ter migrado seus data centers para alguma nuvem. Com isso, a expectativa é que os investimentos em cloud computing no país, somem cerca de R$ 28 bi nos próximos anos, abrindo novas oportunidades para o setor que se mostra cada vez mais promissor.

Diante de tantas inovações que estão sendo implementadas nas corporações para cobrir gargalos nesse período de pandemia, é possível perceber um aumento significativo na contratação de profissionais de TI. Conhecido como Arquiteto de Nuvem ou Arquiteto Cloud, ele é capaz de planejar, avaliar, gerenciar e implantar a infraestrutura de sistemas de uma instituição na nuvem e pode trabalhar tanto dentro das organizações quanto em consultorias especializadas.

A área é uma das que mais tem crescido no mercado de trabalho. Ao mesmo tempo que cerca de 20 milhões de brasileiros estão desempregados, segundo dados do IBGE, podemos ver que a realidade no ramo de Tecnologia da Informação é outra, pois existem muitas vagas abertas e poucos profissionais para preenchê-las. De acordo com estimativas da Associação Brasileira das Empresas de TI e Comunicação (Brasscom), até 2024, serão 421 mil postos de trabalho criados no setor.

Com esses insights, é possível concluir que o profissional de TI é um pilar fundamental neste novo momento que estamos vivendo, principalmente nas empresas de tecnologia, que tem crescido em grande proporção no Brasil e ajudado outros setores a se recuperarem financeiramente e a continuarem operando. A TI é capaz de transformar todas as áreas e o negócio, e a tecnologia em Nuvem, a porta de acesso a um mundo de novas possibilidades. Vamos juntos? As informações deste artigo são de total responsabilidade do autor, não representando, necessariamente, a opinião do Portal IPNews.

*Armindo Sgorlon é CEO da SGA TI em Nuvem.

FONTE: IP NEWS

Previous post Cibercrime prefere usar Microsoft, DHL e Google em campanhas de phishing
Next post Vulnerabilidades em TCP/IP ameaçam dispositivos IoT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *