Huawei: setor elétrico tem de priorizar cibersegurança para evitar apagões

Views: 143
0 0
Read Time:1 Minute, 29 Second

O gerente de Produto para Energia da Huawei, Flávio Hott, ressaltou, durante apresentação no 5×5 TEC Summit, nesta quarta-feira, 09/12, que o setor elétrico deve priorizar cibersegurança para evitar ‘apagões’, numa referência à falta de energia por dias que ocorreu no Estado do Amapá. E explicou ainda como as inovações em redes inteligentes proporcionam avanços no desempenho operacional.  A visão da Huawei, segundo ele, é investir em um ambiente de redes smart com 4G e futuramente com o 5G, cujo leilão de frequências está previsto para o final do primeiro semestre de 2021.

O gerente destacou que hoje o mercado exige basicamente a transmissão e subestações inteligentes. “São os que mais demandam quando se tem um ambiente de subestação não conectado. Sem dúvidas, temos perdas quanto à localização de falhas e quanto à segurança”, comentou.

Segundo o executivo, as redes inteligentes estão relacionadas à forma de consumo e geração de energia que sofreram mudanças. “E quando a gente consegue fazer essa convergência entre os pilares de transmissão, transformação, distribuição e o consumidor, temos um ambiente de redes inteligentes”, esclareceu.

Hott destacou a necessidade de foco maior nesse temas diante dos últimos acontecimentos no setor elétrico.  “Principalmente diante dessa evolução onde todos os elementos de emissão crítica e não crítica e, falando de IoT conectando todas as coisas, o elemento segurança será bastante necessário”, avaliou.

O 5×5 TecSummit, evento organizado pelo Convergência Digital, Mobile Time, Tele.Síntese, Teletime e TI Inside, vai até o dia 11 de dezembro. Amanhã, no dia, 10, a vertical em debate será finanças. O evento  encerra no dia 11, com uma discussão sobre o impacto da indústria de entretenimento no Brasil. Inscreva-se gratuitamente  e assista as verticais já realizadas – Governo, Saúde e Energia.

FONTE: CONVERGÊNCIA DIGITAL

Previous post Hackers invadem uma das maiores empresas de cibersegurança dos EUA
Next post Empresas que foram vítimas de cibercrimes voltam a ser atacadas no mesmo ano

Deixe um comentário