Site da Prefeitura de Vitória sofre ataque de hackers e suspende serviços online

Views: 98
0 0
Read Time:2 Minute, 0 Second

A equipe da Subsecretaria de Tecnologia da Informação (Sub-TI) trabalha para restabelecer o ambiente

Um ataque global de hackers atingiu os servidores dos sites de domínio da Prefeitura de Vitória na noite de sábado (07). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa, que informou que os serviços online estão momentaneamente indisponíveis. A equipe da Subsecretaria de Tecnologia da Informação (Sub-TI) trabalha para restabelecer o ambiente.

Devido ao problema, unidades de ensino encaminharam informativos aos alunos orientando para que a plataforma de ensino remoto não seja acessada. “Como os profissionais da escola acessam esses sites para o trabalho de seus aparelhos pessoais, se acessarem hoje, correm grande risco de terem seus dados pessoais copiados, ficando vulneráveis em seus e-mails e até mesmo em suas contas bancárias”, diz o comunicado de uma escola.

Sistema do STJ

O hacker que invadiu o sistema informatizado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na última terça-feira (3) continua mantendo sob seu controle documentos e processos sigilosos que correm na Corte. Há um temor, por parte dos peritos que investigam o ataque, de que esse material já possa ter sido “copiado pelo invasor” e que o STJ venha a ser alvo de algum vazamento em massa de informações, assim como aconteceu com integrantes da operação Lava Jato no ano passado.

Na época, coordenadores da força-tarefa tiveram seus celulares invadidos, com mensagens roubadas e divulgadas pela imprensa. Atualmente, 255 mil processos tramitam na corte e, mesmo tendo sido recuperados por meio de um sistema de backup, foram capturados pelo hacker por meio de criptografia. Ainda não se sabe se os milhares de processos foram, efetivamente, copiados pelo invasor, mas essa possibilidade é o que mais tem preocupado ministros da Corte.

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar o ataque, que já afetou o julgamento de mais de 12 mil processos, segundo apurou o Estadão. O tribunal também está contando com a colaboração do Centro de Defesa Cibernética do Exército Brasileiro para auxiliar a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação da corte na restauração dos sistemas de informática.

Oficialmente, o STJ não revela se advogados com interesse em processos que tramitam no tribunal já procuraram a Corte para avaliar um possível prejuízo com o vazamento de dados. O Estadão apurou, no entanto, que há um “risco elevado” de o hacker já ter baixado documentos dos servidores do tribunal.

FONTE: FOLHA DE VITORIA

Previous post EUA fazem acordo com hacker que roubou R$ 5 bilhões em Bitcoin
Next post Valid alerta sobre fraudes durante a Black Friday 

Deixe um comentário