Após ataque hacker, STJ retoma trabalhos gradualmente nesta segunda-feira

Views: 104
0 0
Read Time:1 Minute, 42 Second
O ataque ocorreu na terça (3) e interrompeu os trabalhos na corte. A partir desta terça (10), voltam a correr os prazos processuais e poderão ser retomadas as sessões de julgamento.

Por Laís Lis

Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou neste domingo (8) que os principais sistemas do tribunal voltarão a operar a partir desta segunda-feira (9) de forma gradual. O primeiro a retomar será o Sistema Justiça, que dá acesso a processos eletrônicos em trâmite na corte.

Os sistemas informatizados do STJ foram invadidos na terça-feira (3) por um hacker. No momento do ataque cibernético, seis turmas do tribunal estavam em sessão por videoconferência.

Segundo ministros, por volta das 15h30 começaram os problemas para acessar o sistema e os e-mails. As sessões foram suspensas em seguida. Desde então, o STJ trabalha em regime de plantão e suspendeu prazos processuais.

STJ diz que sistema do tribunal foi alvo de ataque hacker e pede investigação da PF

–:–/–:–

STJ diz que sistema do tribunal foi alvo de ataque hacker e pede investigação da PF

Com o fim do regime de plantão, informou o STJ, os prazos voltam a correr na próxima terça-feira (10). A partir de terça também já poderão ser realizadas as sessões de julgamento. Essa decisão, no entanto, cabe aos presidentes de turmas e seções.

Desde o dia do ataque, o STJ estima que 12 mil processos deixaram ser julgados.

Na sexta-feira (6), o diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, informou à TV Globo que a Polícia Federal identificou o hacker que invadiu o sistema do STJ.

Um inquérito foi aberto pela PF para apurar o caso. Segundo Rolando de Souza, o suposto invasor pediu pagamento de resgate em troca da não destruição dos dados roubados do sistema.

“O STJ encaminhou novos dados levantados pela equipe de Tecnologia da Informação do tribunal ao Comando de Defesa Cibernética do Exército brasileiro, que colabora nos trabalhos de restauração dos sistemas de informática, e à Polícia Federal, para subsidiarem a investigação a respeito do ataque cibernético”, afirmou o tribunal em nota neste domingo.

FONTE: G1

Previous post RansomExx: vírus que atingiu STJ também atacou TJ-PE e outros países.
Next post Empresa detecta fraudes com mais de 770 mil cartões de crédito desde janeiro

Deixe um comentário