Por que você deve pensar duas vezes antes de acessar um Wi-Fi público?

Views: 183
0 0
Read Time:3 Minute, 3 Second

Redes públicas costumam não ter uma boa proteção e podem ser uma brecha para hackers roubarem seus dados; saiba mais

Por Wagner Edwards, editado por Bruno Ignacio de Lima 

É muito comum sair de casa e ficar sem conexão Wi-Fi, por isso, muitas pessoas resolvem acessar redes públicas de internet, geralmente presentes em shoppings, hospitais, praças, ônibus e restaurantes. Esta ação, embora despretensiosa, pode colocar em risco a segurança dos seus dados e arquivos, além da integridade do aparelho utilizado para acessar a rede. A seguir, entenda por que você deve pensar duas vezes antes de acessar um Wi-Fi público.

Por que redes públicas de Wi-Fi podem ser perigosas?

Geralmente, estas redes não costumam requerer senhas para uso, mas se for o caso, o dono do estabelecimento provavelmente irá ceder essa informação a você e a todos que desejam se conectar. Também pode ocorrer que esta rede pública solicite um cadastro com seu nome completo e CPF –– algo que costuma acontecer em alguns shoppings –– antes de permitir que você acesse a internet.

Certo, mas qual o problema? Considerando que praticamente qualquer pessoa pode acessar esta rede, é difícil prever se algum usuário com más intenções não vai se aproveitar de brechas de segurança para cometer atos ilícitos. Isso porque redes públicas de Wi-Fi, na maioria esmagadora dos casos, não detêm uma boa cibersegurança e podem ser invadidas facilmente.

Se você foi uma das pessoas que fez um cadastro no site do shopping para acessar a rede e cedeu seu nome completo e CPF, então estes dados já podem ser acessados por um possível hacker. Esse tipo de invasão em redes de shopping já aconteceu várias vezes, veja o exemplo de uma notícia aqui.

Mas para além disso, há mais algum problema? Sim, pois ao se conectar a uma rede pública, a pessoa que fornece este sinal pode acessar dados privados do celular que você usou para se conectar. Independentemente de o hacker ter invadido uma rede pública que você acessou ou criado uma rede fake para imitar a oficial e apenas fisgar você, o cibercriminoso consegue acessar o seu aparelho de celular e encontrar dados sensíveis.

Estes dados sensíveis podem ser arquivos pessoais seus (como fotos e vídeos), históricos de buscas na internet, acesso a redes sociais, ou acesso aos dados salvos no seu navegador (como senhas, números de cartões, endereço, CPF, e-mail e qualquer outra informação salva no preenchimento automático, por exemplo). Além disso, também é possível monitorar as atividades online que você executa, instalar spywares remotamente… A lista de atividades pode ser muito longa.

E como eu posso me proteger?

A melhor saída, sem dúvida, é nunca acessar redes públicas de Wi-Fi. Então, se possível, adquira um pacote de dados para ter internet longe de casa. Mas, caso não seja possível, você ainda pode pedir que um amigo ceda a você o acesso da rede privada do celular dele para que você também se conecte à internet.

E se mesmo assim não for possível fazer nada disso? No caso de ser realmente necessário se conectar a uma rede pública de Wi-Fi, mesmo sendo contraindicado, há algumas coisas que você pode fazer para melhorar um pouco a sua segurança.

  • Instale um VPN no celular para mascarar o seu IP;
  • Não realize transações financeiras enquanto estiver conectado;
  • Não detenha qualquer arquivo sensível no celular (como fotos do RG) durante a conexão;
  • Desative o preenchimento automático do navegador e apague qualquer informação que ele tenha salvado (e-mail, nome de usuário, senhas, CPF, etc.);
  • Habilite o firewall do seu dispositivo;
  • Habilite um bom antivírus e fique de olho em possíveis alertas.

FONTE: OLHAR DIGITAL

POSTS RELACIONADOS