O que é criptografia pós-quântica e por que ela é importante?

Views: 130
0 0
Read Time:2 Minute, 59 Second

Quer você trabalhe na área de tecnologia ou não, é provável que você ouça falar cada vez mais da computação quântica.

Como acontece com qualquer tecnologia emergente, juntamente com todas as possibilidades, também existem riscos potenciais. Desvendaremos esses desenvolvimentos mais recentes, o que isso significa para o mercado de identidade digital e o que a Thales está fazendo em resposta.

Neste blog, faremos uma introdução à computação quântica e o que isso significa para segurança e criptografia.

O que é computação quântica?

A computação quântica é um tipo de computação que usa a mecânica quântica para realizar cálculos muito mais rapidamente do que os computadores tradicionais.

Usando algoritmos quânticos, esses computadores podem realizar cálculos mais rápidos do que os computadores clássicos para certos tipos de problemas, como os que envolvem fatoração ou otimização de números primos. Pense nisso como um labirinto. Um computador clássico resolve o labirinto explorando cada caminho, um de cada vez, até encontrar o caminho certo. Um computador quântico pode explorar todos os caminhos possíveis ao mesmo tempo, o que significa que pode resolver o labirinto muito mais rapidamente.

Como um campo tecnológico relativamente novo e em rápido desenvolvimento, ainda há desafios a serem superados antes que ele tenha aplicações práticas. No entanto, a computação quântica possui o potencial de revolucionar a maneira como nossas infraestruturas digitais são protegidas.

Quais riscos de segurança a computação quântica carrega?

Como acontece com qualquer nova tecnologia, além das recompensas, também existem riscos. Como os computadores quânticos podem resolver certos problemas que os computadores clássicos não conseguem, eles podem quebrar muitos dos sistemas criptográficos que usamos hoje.

A computação quântica representa um risco potencial para as identidades digitais devido à sua capacidade de quebrar os métodos tradicionais de criptografia comumente usados para proteger dados confidenciais, incluindo informações pessoais e financeiras.

A maioria dos métodos de criptografia depende da dificuldade de fatorar grandes números em seus fatores primos. No entanto, os computadores quânticos podem realizar certos cálculos muito mais rapidamente do que os computadores clássicos, incluindo a fatoração de grandes números usando o algoritmo de Shor. Isso significa que os computadores quânticos podem potencialmente quebrar algoritmos de criptografia amplamente usados, como RSA e Elliptic Curve Cryptography (ECC), tornando as identidades digitais vulneráveis a roubo, fraude e exploração.

Além disso, os computadores quânticos também podem ser usados para facilitar a descoberta de colisões nas funções de hash usadas para criar e autenticar assinaturas digitais, permitindo, assim, representar identidades digitais legítimas

O rápido desenvolvimento da computação quântica representa um desafio para a segurança das identidades digitais, e novos métodos de criptografia e autenticação podem precisar ser desenvolvidos para manter o ritmo.

O que é criptografia pós-quântica e como ela pode ajudar?

A criptografia pós-quântica (também conhecida como criptografia quântica resistente) é um tipo de criptografia que visa desenvolver novos algoritmos criptográficos resistentes a ataques de computadores quânticos.

A criptografia pós-quântica visa desenvolver novos algoritmos criptográficos que sejam seguros contra ataques de computadores clássicos e quânticos. Esses algoritmos normalmente dependem de diferentes problemas matemáticos que se acredita serem difíceis de resolver, mesmo para computadores quânticos. Por exemplo, alguns algoritmos criptográficos pós-quânticos são baseados em criptografia baseada em treliça, criptografia baseada em código ou criptografia multivariada.

À medida que a tecnologia de computação quântica continua a evoluir, a criptografia pós-quântica está se tornando cada vez mais importante para proteger dados e comunicações confidenciais. Governos, instituições financeiras e outras organizações estão explorando e investindo ativamente em soluções criptográficas pós-quânticas para garantir que seus dados e comunicações confidenciais permaneçam seguros diante de ataques de computação quântica.

FONTE: THALES SECURITY

POSTS RELACIONADOS