LinkedIn hackeado | O que fazer se você perdeu acesso à sua conta

Views: 123
0 0
Read Time:5 Minute, 15 Second

Por Fabrício Calixto

Um LinkedIn hackeado não é motivo de desespero, pois a rede social oferece algumas soluções para você recuperar seu perfil e garantir que ele tenha mais segurança a fim de evitar episódios parecidos. No entanto, é necessário que você conheça alguns fatores para ter certeza sobre o que fazer se você perdeu acesso à sua conta.

Como saber se o seu Linkedin foi hackeado

Existem alguns comportamentos que podem apontar para uma possível invasão de conta no LinkedIn, como:

  • Dificuldade para acessar sua conta: se o login ou a senha não estiverem batendo, mesmo que você esteja digitando corretamente, pode ser que algum item tenha sido modificado pelo hacker. Neste caso, o recomendado é alterar a senha e tentar acessar a conta novamente;
  • Alerta de um login que você não fez: se você for notificado por e-mail ou SMS sobre um acesso que não seja seu, talvez a conta tenha sido hackeada. Então vale a pena investigar se de fato foi isso que aconteceu, ativar verificação de duas etapas e trocar sua senha para garantir que nada seja comprometido;
  • Mensagens e conteúdos incomuns: caso você visualize publicações de perfis que você não seguiu aparecendo na sua linha do tempo, spams em excesso ou até mesmo conversas que você não iniciou, é possível que alguém esteja usando sua conta para essas práticas. Aqui também vale criar ativação em duas etapas e mudar senha para garantir mais segurança.

O que fazer se sua conta do LinkedIn foi hackeada

Caso não consiga acessar a sua conta caso ela tenha sido hackeada, você deve tomar uma série de providências a fim de recuperar o perfil e garantir mais segurança para.

Acione o suporte

A primeira coisa a se fazer é entrar em contato com o suporte do LinkedIn para notificar a plataforma sobre a invasão. Esse recurso também deve ser feito em casos de suspeitas.

Veja como o processo deve ser feito:

  1. Acesse o site do LinkedIn (linkedin.com);
  2. Preencha todos os campos do formulário;
  3. Selecione a opção “Enviar”.

    Se o seu LinkedIn foi hackeado, você deve preencher um formulário para notificar a rede social (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)Se o seu LinkedIn foi hackeado, você deve preencher um formulário para notificar a rede social (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)

Pode ser que o LinkedIn leve um tempo para dar retorno sobre a sua solicitação devido ao alto volume de formulários que a equipe de suporte da rede social recebe diariamente, então é necessário ter paciência até que uma resposta seja dada.

Redefinir sua senha

Usar a recuperação de senha é outro processo que deve ser feito imediatamente após suspeita ou confirmação de que sua conta foi hackeada. Veja o passo a passo:

  1. Na tela inicial, selecione a opção “Esqueceu a senha”?;
  2. Insira seu e-mail ou número de telefone e clique em “Redefinir senha”;
  3. Digite o código enviado e selecione “Enviar”;
  4. Digite sua senha duas vezes e selecione “Enviar”.

    Você pode recuperar sua senha para voltar a ter acesso a uma conta recuperada no Você pode recuperar sua senha para voltar a ter acesso a uma conta recuperada no Instagram (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)

Você ainda pode habilitar uma opção que obriga outros dispositivos a inserir a nova senha, o que ajuda a prevenir novas invasões na sua conta.

Ative a verificação de duas etapas

Ao ativar a verificação em duas etapas, somente o seu celular ou aplicativo de autenticação têm acesso à conta, impedindo que outras pessoas consigam logar nela. Confira como configurar a função no computador:

  1. Na tela inicial, clique no ícone de perfil, no canto superior direito;
  2. Clique em “Configurações e privacidade”;
  3. Clique em “Acesso e segurança”;
  4. Selecione “Verificação em duas etapas”;

    A verificação em duas etapas fica localizada dentro da seção “Acesso e segurança” do LinkedIn (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)A verificação em duas etapas fica localizada dentro da seção “Acesso e segurança” do LinkedIn (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)
  5. Clique em “Configurar”;
  6. Selecione uma forma de verificação e clique em “Continuar”;
  7. Insira sua senha e clique em “Enviar código”;
  8. Digite o código e clique em “Verificar”.

    Você precisa inserir um código para verificar sua conta em duas etapas (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)Você precisa inserir um código para verificar sua conta em duas etapas (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)

Revise sessões ativas

É necessário investigar as sessões ativas no seu perfil e deslogar todos os dispositivos que você julgar suspeitos ou desconhecidos. Assim é possível remover o acesso do invasor. Veja como fazer esse processo no computador:

  1. Na tela inicial, clique no ícone de perfil, no canto superior direito;
  2. Clique em “Configurações e privacidade”;
  3. Clique em “Acesso e segurança” e em “Suas sessões ativas”;
  4. Clique em “Encerrar” nos dispositivos desejados.

    Você pode encerrar sessões ativas desconhecidas para evitar invasões na sua conta do LinkedIn (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)Você pode encerrar sessões ativas desconhecidas para evitar invasões na sua conta do LinkedIn (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech)

Vale avisar que as localizações exibidas ao lado de cada sessão podem apresentar imprecisão. De acordo com a plataforma, os locais são mostrados apenas como “diretrizes gerais”,então é bom tomar cuidado para não encerrar sessões importantes nem confundir acessos legítimos com invasões.

Confira seus dados

Verifique se dados como endereços, e-mails e números de telefone estão corretos e não sofreram nenhum tipo de alteração. Sua conta precisa ter essas informações atualizadas com as informações corretas para estar devidamente segura.

Como o seu LinkedIn foi hackeado?

Há diversos meios para uma pessoa mal-intencionada conseguir invadir sua conta, seja com acesso às suas credenciais ou no dispositivo onde seu perfil está logado. Alguns deles são:

  1. O invasor teve acesso ao seu perfil em um dispositivo no qual você deixou sua conta logada. Por exemplo, em um computador compartilhado ou em um celular sem senha na tela de bloqueio;
  2. Você usa o mesmo login e senha em outras redes sociais e o invasor conseguiu acessar o seu LinkedIn por ter testado as credenciais nele;
  3. Seu perfil está com e-mail e telefone desatualizados, deixando sua conta comprometida. O invasor pode ter reciclado informações antigas para logar na conta;
  4. Você pode ter clicado em um link malicioso enviado por e-mail e instalado um malware que concede acesso total aos seus dispositivos e às suas contas logadas nele, incluindo o LinkedIn. Essa prática criminosa é chamada de phishing.

Página de empresa invadida

Para hackear uma página de empresa é preciso que o invasor tenha acesso à conta associada a ela. Sendo assim, você deve repetir as mesmas medidas de segurança e de recuperação para assegurar que suas páginas também fiquem seguras.

Além do LinkedIn, você também pode conferir dicas para recuperar um Instagram hackeado ou uma conta do Facebook invadida.

FONTE: CANALTECH

POSTS RELACIONADOS