Fraude de roaming de dados deve acelerar e atingir US$ 8 bi no mundo até 2028

Views: 128
0 0
Read Time:1 Minute, 54 Second
Estudo da Juniper Research prevê que o tráfego fraudulento de dados será responsável por 80% das perdas globais baseadas em roaming das operadoras até 2024.

Um novo estudo da Juniper Research concluiu que as perdas decorrentes de fraudes em roaming global deverão ultrapassar os 8 milhões de dólares até 2028, impulsionado pelo aumento dos acordos bilaterais de roaming em redes 5G.

Por outro lado, o estudo prevê que o tráfego fraudulento de dados será responsável por 80% das perdas globais baseadas em roaming das operadoras até 2024.

À medida que as redes 2G e 3G começam a desaparecer, os operadores a acelerar a transição para serviços de roaming 5G e VoLTE para aproveitar os elevados níveis de virtualização e reduzir os custos operacionais.

No entanto, a natureza altamente virtualizada das redes 5G cria mais oportunidades para os fraudadores implementarem os seus ataques, deixando as redes das operadoras abertas a táticas de fraude emergentes.

Acordos de roaming 5G exigem nova mitigação de fraudes

À medida que proliferam os acordos bilaterais de roaming 5G, a investigação prevê que os operadores irão implementar ferramentas mais sofisticadas de mitigação de fraudes. A maior quantidade de dados gerados pelas conexões de roaming 5G exigirá o desenvolvimento de soluções que possam detectar usuários fraudulentos e tráfego em novas redes 5G à medida que evoluem.

Um exemplo é o aumento da fraude nas assinaturas 5G, em que os fraudadores criam novas assinaturas com informações falsas; incorrer em tarifas de roaming sem intenção de pagar. Até que a assinatura seja cancelada, os fraudadores continuarão anonimamente usando dados de roaming 5G, com as operadoras perdendo receitas potenciais de roaming.

A autora da pesquisa, Rosie O’Connor, declarou: “As operadoras devem implementar detecção de sinalização específica para 5G e firewalls que ofereçam monitoramento em tempo real e análise de registro de ID. Só então as operadoras poderão identificar com mais eficiência fraudes de assinatura em 100 milhões de conexões de roaming 5G previstas globalmente para 2024.”

Os serviços de mitigação de fraude alertarão os operadores sobre qualquer atividade potencialmente fraudulenta nas redes 5G em tempo real e permitir-lhes-ão identificar e bloquear assinantes de roaming suspeitos. Isto permitirá aos operadores minimizar as atividades fraudulentas e, portanto, reduzir o impacto nas suas receitas de roaming.

FONTE: IP NEWS

POSTS RELACIONADOS