Conheça os principais golpes cibernéticos e formas de se proteger

Views: 124
0 0
Read Time:2 Minute, 38 Second

Conforme as tecnologias avançam, os ataques cibernéticos também ganham maiores investimentos e maneiras de serem efetuados, com o intuito de conseguir maior taxa de sucesso

Os ataques cibernéticos seguem crescendo no mundo e ganhando investimentos, porém, números mostram que poucas empresas estão preparadas para enfrentar os hackers. Como por exemplo o Brasil, onde, segundo estudo realizado pela Cisco, somente 26% das empresas estão maduras o suficiente para resistir a ciberataques.

Além disso, o estudo mostra também que 49% dos entrevistados brasileiros afirmaram ter sofrido um ataque cibernético nos últimos 12 meses, sendo que 32% dos afetados disseram que as invasões geraram um custo de pelo menos US$ 500 mil.

A tendência é que essa batalha entre organizações e hackers seja cada vez mais sofisticada, onde as partes buscam maneiras de anular a outra

“Conforme as tecnologias avançam, os ataques cibernéticos também ganham maiores investimentos e maneiras de serem efetuados, com o intuito de conseguir maior taxa de sucesso neles. O uso do ChatGPT é um exemplo de geração de códigos que ajudam hackers a lançar seus ataques sem precisar de muito esforço ou qualificação para tal”, afirma Waldo Gomes, diretor de Marketing e Relacionamento da NetSafe.

Abaixo, conheça dois dos principais tipos de ataques e formas de proteção contra eles:

Ransomware

Um ataque ransomware é um software de extorsão que pode bloquear computadores ou roubar dados/arquivos, sendo solicitado um resgate para a liberação/não vazamento deles. É muito utilizado contra organizações e artistas, isso porque é uma forma dos atacantes conseguirem grande quantia em dinheiro de forma rápida.

“Algumas dicas de prevenção contra esses ataques é a realização de backup de dados, realiza varreduras e filtragem de conteúdo, conscientizar os colaboradores e manter seus sistemas atualizados com patchs mais recentes. Além disso, é importante investir em cibersegurança, adotando as melhores soluções contra os ciberatacantes”, comenta Waldo.

Phishing

Crime cibernético onde o criminoso finge ser de alguma instituição verdadeira e tenta convencer vítimas a entregarem dados pessoais, como senha, informações bancárias etc. Há vários tipos de phishing e as abordagens costumam ser realizadas via mensagens, ligações e email, abaixo, conheça alguns:

Clone Phishing: nele o golpista clona um site original e tenta atrair usuários para que eles forneçam informações através de formulários, por exemplo.

Scam: o criminoso colhe dados pessoais, como informações bancárias, por meio de links enviados ou arquivos contaminados.

Blind Pshishing: mais comum de todos, nele é enviado diversos e-mails e aguardam algum usuário cair na armadilha criada.

“Com o uso frequente das redes sociais, esse tipo de crime cibernético criou força contra pessoas físicas. O phishing pode ser enviado de diversas formas e até mesmo aqueles que se sentem preparados, podem cair na armadilha criada pelos criminosos. É importante estar sempre alerta ao endereço de e-mail, as contas que mandam mensagens e desconfiar de quando algo parece ser muito bom, como promoções”, complementa o diretor da NetSafe.

A tendência é que essa batalha entre organizações e hackers seja cada vez mais sofisticada, onde as partes buscam maneiras de anular a outra. Por isso, é importante contar com empresas que apoiem e estejam sempre em busca das soluções modernas e completas.

FONTE: INFORCHANNEL

POSTS RELACIONADOS