Como evitar ser vítima de crimes cibernéticos bancários

Views: 3440
0 0
Read Time:2 Minute, 28 Second

Com a notícia de que os cibercriminosos usaram malware para roubar milhões de contas bancárias em todo o mundo, a segurança bancária é mais importante do que nunca. De acordo com a Agência Nacional do Crime do Reino Unido, estima-se que uma recente onda de ataques de crimes cibernéticos tenha causado perdas no valor de 100 milhões de dólares em todo o mundo.

Os atacantes usaram um malware conhecido como Dridex, que registrou detalhes de login de usuários e circulou as informações entre redes criminosas.

Como você pode evitar se tornar uma vítima e proteger seu dinheiro suado? Felizmente, existem algumas medidas simples que você pode tomar para minimizar os riscos.

Tenha cuidado com anexos

Evite abrir e-mails que alegam ser do seu banco e que contenham anexos, a menos que você tenha solicitado pessoalmente ser contatado dessa forma.

Os bancos não pedem informações de usuário por e-mail, então você deve imediatamente isolar e excluir qualquer mensagem em sua caixa de entrada que solicite PIN ou números de conta.

Mude periodicamente seu login

Pode parecer simples, mas muitas pessoas mantêm as mesmas informações de login bancário por anos. Alterar seu nome de usuário e senha regularmente significa que é mais difícil para vírus como o Dridex passarem informações que poderiam ser usadas para acessar sua conta.

Não use Wi-Fi público para transações bancárias online

Existem alguns riscos ao usar uma rede Wi-Fi pública, e não é aconselhável realizar transações financeiras quando você está em uma. Criminosos já foram conhecidos por configurar redes públicas falsas com títulos plausíveis, e pode ser possível para eles interceptarem suas teclas pressionadas e descobrirem suas senhas e códigos de acesso.

Se você absolutamente precisa concluir uma transação financeira em uma rede pública, verifique se a página da web começa com “https” e verifique com um funcionário que a rede que você está usando é realmente a rede Wi-Fi pública do local.

No entanto, é definitivamente aconselhável evitar o manuseio de suas contas em redes públicas.

Escolha um banco com autenticação segura por token

A autenticação de dois fatores significa que há uma camada extra de segurança para sua conta bancária. Os usuários recebem um número de identificação pessoal (PIN) e seu dispositivo é codificado de forma única para identificar o usuário para o serviço. Inteligentemente, o código muda rapidamente, muitas vezes em minutos, o que significa que os cibercriminosos terão dificuldade em acessar seus detalhes de login, ou pelo menos em acessar seus fundos.

Ao escolher um banco, certifique-se de reservar um tempo para pesquisar os procedimentos de segurança que eles empregam.

Seguir as medidas simples acima deve ajudar a diminuir os riscos de cibercrime apresentados pelos cibercriminosos. Não leva muito tempo para garantir que seu dinheiro suado esteja seguro.

Esse artigo tem informações retiradas do blog da Thales. A Neotel é parceira da Thales e, para mais informações sobre as soluções e serviços da empresa, entre em contato com a gente.

POSTS RELACIONADOS