Thales Group assina acordo com Sonae Investment Management para adquirir Maxive Cybersecurity

Views: 56
0 0
Read Time:3 Minute, 22 Second

O líder mundial em tecnologias avançadas investe no digital, conectividade, big data, inteligência artificial, cibersegurança e tecnologia quântica. Conta com 81 mil profissionais em 68 países, tendo gerado vendas de 16,2 mil milhões de euros em 2021.

O Thales Group assinou um acordo com a Sonae Investment Management para adquirir a Maxive Cybersecurity, a holding que agrega duas das principais empresas europeias de cibersegurança MSSP, a S21sec e a Excellium. Este é mais um movimento no mercado altamente dinâmico dos serviços de consultoria e gestão de cibersegurança, que se prevê que tenha um crescimento de cerca de 10% entre 2020 e 2025.

As atividades de cibersegurança da Thales representam mil milhões de euros em vendas anuais. O Grupo está envolvido em todos os níveis da cadeia de valor, oferecendo soluções que vão desde a avaliação de riscos à proteção de infraestruturas críticas, apoiadas por capacidades abrangentes de deteção e resposta a ameaças.

O Grupo desenvolveu três famílias de produtos e serviços chave: a plataforma Cybels, uma plataforma completa de serviços de cibersegurança, incluindo avaliação de risco, formação e simulação, e deteção e resposta a ciberataques; produtos soberanos, incluindo encriptadores e sensores para proteger sistemas de informação críticos e a gama de produtos CypherTrust para satisfazer os requisitos de proteção de dados, segurança na cloud e controlo de acesso.

A Thales conta com 10.000 programadores de software e 5.000 engenheiros de IT e cibersegurança, em 60 países. Em 2022, a Thales planeia contratar 11.000 pessoas em todo o mundo, incluindo 1.000 em cibersegurança.

A aquisição planeada da Maxive Cybersecurity irá expandir a presença europeia da S21sec e a liderança do mercado de cibersegurança. Esta operação representa uma oportunidade para a S21sec continuar a sua história de inovação e liderança em cibersegurança dentro de uma organização global totalmente dedicada à inovação digital e tecnológica, conectividade, big data, cibersegurança de inteligência artificial, tecnologia quântica e defesa. 

“Estamos muito entusiasmados por iniciar esta nova era na S21sec dentro do Thales Group, pois acreditamos que esta operação permitirá desenvolver as competências, know-how, experiência e serviços da S21sec à escala global”, refere Agustin Muñoz-Grandes, CEO da S21sec. “Os clientes da S21sec beneficiarão das capacidades adicionais e complementares que a Thales já desenvolveu dentro da sua divisão de cibersegurança, concentrando-se sempre em negócios e organizações públicas críticas”.

Philippe Keryer, vice-presidente executivo, Estratégia, Investigação e Tecnologia da Thales comenta que: “A aquisição da Maxive Cybersecurity consolida a nossa liderança em cibersegurança no atual cenário de constante expansão das ciberameaças. Estamos muito satisfeitos por dar as boas-vindas às equipas da Maxive Cybersecurity e reforçar ainda mais as nossas capacidades globais em matéria de cibersegurança. Juntos seremos capazes de fornecer soluções que proporcionam um desempenho cada vez mais elevado aos nossos clientes”.

Para a Sonae Investment Management esta operação representa um sucesso importante na estratégia de construção da MSSP que foi iniciada em 2014 com a aquisição da S21sec. “Como acionista maioritário da empresa, ajudámos a S21sec a atingir mais do triplo das suas receitas anuais, com base na sua história de inovação e especialização, ajudando-a a tornar-se numa das empresas líderes de MSSP na Europa”, afirma Carlos Alberto Silva, Managing Partner da Sonae Investment Management. “A aquisição da Maxive Cybersecurity pela Thales é o culminar perfeito para a S21sec enquanto empresa, ao incorporar as capacidades de cibersegurança da Thales, ao mesmo tempo que continuará a oferecer aos seus clientes um serviço de longo prazo com capacidades melhoradas em todo o seu portfólio”, acrescenta Simon Church, CEO da Maxive Cybersecurity.

Os 546 profissionais da Maxive Cybersecurity localizados em Espanha, Portugal, Luxemburgo e Bélgica serão integrados nos mais de 2.000 colaboradores da área de cibersegurança da Thales, gerando conjuntamente receitas estimadas superiores a 1,9 mil milhões de euros e cobrindo mais de 60 países.

A operação deverá ficar concluída na segunda metade de 2022 e está sujeita às habituais aprovações regulamentares. O Stifel Europe Bank AG (“Stifel”) atuou como único e exclusivo assessor financeiro da Maxive.

FONTE: COMPUTERWORLD

Previous post Melhores práticas para organizações de entrega de cuidados de saúde para gerenciar riscos de cibersegurança da cadeia de suprimentos
Next post Plataformas do governo sofrem ataques hacker e ficam fora do ar; veja

Deixe um comentário