Vazamento de cartões de crédito e débito cresce 405% no último trimestre

Views: 38
0 0
Read Time:2 Minute, 8 Second

Entre julho e setembro de 2021 foram identificados 2,03 milhões de registros expostos, número que representa uma redução de 99,56% em relação ao que foi detectado no segundo trimestre de 2021, quando registrou-se 465,5 milhões de registros. Um dos principais motivos para a redução foi a ausência de mega vazamentos durante o terceiro trimestre do ano. Por outro lado, a incidência de vazamento de cartões de crédito e débito aumentou expressivamente neste período. É o que aponta o último relatório da Axur, empresa especialista em segurança digital.

O estudo da Axur mostra que, entre os 2,03 milhões de registros expostos, os CPFs continuam, pelo terceiro trimestre consecutivo, a ocupar a primeira posição da lista dos dados mais compilados pelos cibercriminosos, com 57% do total.

Um aspecto interessante na análise do terceiro trimestre é a quantidade de documentos com fotos, como RG, CNH, CPF e selfies com documentos, identificados. São 6.985 imagens de documentos pessoais.

No quesito logins e senhas vazadas entre julho e setembro, a Axur detectou 2,19 milhões de vazamentos. Isso representa uma queda de 98,79% em relação ao segundo trimestre deste ano, quando foram detectados 181,5 milhões de credenciais expostas na surface, deep e dark web. Um dos principais motivos para a queda é a ausência de mega vazamentos no terceiro trimestre do ano.

Ao contrário do segundo trimestre, em que foi registrado um aumento de 236,75% na exposição de credenciais do governo, entre julho e setembro houve uma queda de 95,97%, com somente 6.476 credenciais governamentais expostas. Já em relação a empresas brasileiras, houve uma queda de 70% em relação ao segundo trimestre, com 148 mil credenciais expostas.

O maior crescimento em vazamentos veio dos cartões de crédito e débito. Entre julho a setembro, a Axur identificou 1.354.822 cartões expostos em todo o mundo na web superficial e na deep e dark web, significando um aumento de 405,68%, 1.086.901 cartões a mais do que no segundo trimestre de 2021.

O Brasil se manteve na posição de campeão mundial de vazamentos de cartões de crédito e débito, com 298.920 cartões identificados pela Axur. Isso é 30,89% a mais do que o segundo colocado, a Índia, com 228.377 cartões. Apesar de perder espaço no ranking mundial, principalmente pelo número de cartões expostos na Índia e nos EUA (150.321), comparados aos trimestres anteriores de 2021, a Axur observou um aumento de 117,42% na exposição de cartões de crédito brasileiros neste último trimestre.

FONTE: TI INSIDE

Previous post Monitoramento da dark web: especialista explica sua importância e como é feito
Next post Fortinet faz previsões sobre ataques cibernéticos: prepare-se

Deixe um comentário