Tentativas de fraude crescem 22,2% em setembro, diz estudo

Views: 64
0 0
Read Time:1 Minute, 53 Second

No acumulado anual foram registradas mais de 3,1 milhões de ataques, sendo que as movimentações suspeitas ocorreram principalmente em bancos e operações com cartões, segundo estudo

De acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experianas movimentações suspeitas tiveram alta de 22,2% no comparativo entre setembro deste ano e o mesmo período de 2020, quando o índice apresentou queda de 6,5%. No acumulado anual foram registrados mais de 3,1 milhões de ataques, sendo que a maioria foi a bancos e operações com cartões (57,0%).

O diretor de soluções de identidade e prevenção a fraudes da Serasa Experian, Jaison Reis, observa que o mês de setembro teve uma tentativa de fraude a cada sete segundos e que o fato de as pessoas estarem vivenciando cada vez mais o mundo digital faz com que aumente as ocorrências suspeitas. Segundo ele, em setembro do ano passado essas tentativas ocorriam a cada 8,5 segundos, ou seja, estão agindo em menor tempo neste ano. 

“Quanto mais a tecnologia avança, mais as tentativas de golpe acontecem. Os brasileiros já estão familiarizados com as plataformas online e utilizam mais os serviços digitais. Por isso, é fundamental que as empresas tenham suporte e ferramentas de alta segurança que possam evitar qualquer tentativa suspeita e bloqueiem as atitudes dos fraudadores”, salienta Reis.

O levantamento traz ainda uma visão sobre a idade das pessoas que sofreram com tentativa de fraude, identificando que 1,1 milhão aconteceram entre a população que tem entre 36 e 50 anos. Com relação as demais idades que sofreram com as tentativas de fraude, a segunda faixa etária mais impactada foi entre 26 e 35 anos, com 855 mil, seguido dos brasileiros entre 51 e 60 anos, com 441 mil. Entre aqueles que possuem até 25 anos foram 359 mil, por fim na população acima de 60 anos ocorreram 354 mil movimentações suspeitas.

O índice também mostrou as movimentações suspeitas nas regiões brasileiras. No Nordeste do país, o aumento foi de 26,7%, seguido pela região Norte com 24,1%. Já as regiões Centro-Oeste e Sudeste tiveram alta quase que similar, sendo 22,2% e 22%, respectivamente. No Sul, as tentativas aumentaram 17,4%.

FONTE: CISO ADVISOR

Previous post Hackers roubam US$ 55 milhões de protocolo DeFi em ataque
Next post Bug em pilha TCP/IP ameaça dispositivos hospitalares

Deixe um comentário