‘Privacidade é poder’, diz Snowden em evento sobre criptografia

Views: 30
0 0
Read Time:1 Minute, 36 Second

O ex-agente da NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) Edward Snowden, que ficou conhecido após vazar arquivos secretos do governo americano em 2013, participou, nesta quinta-feira (21), de um debate virtual ao lado de organizações internacionais sobre a importância da criptografia no ambiente digital.

Snowden defendeu a criptografia como um recurso necessário para garantir a proteção da privacidade digital.  “As pessoas criam uma falsa escolha entre privacidade e segurança. Quando pegamos esse exemplo sobre a sua vida, sua história e suas comunicações, parece um problema de privacidade, mas realmente é? Ou isso é uma questão sobre poder? É isso o que as pessoas perdem em relação à criptografia. Privacidade é poder.”

“A grande ameaça vem de quem quer ter acesso às informações que não deveriam estar acessíveis”, completou. “Precisamos de uma proteção que ninguém consiga violar, porque essa é a única maneira de garantir que todos estajamos protegidos na nossa vida privada.”

Para o ex-agente da NSA, essa tecnologia deveria ser uma questão separada dos governos. “Não é uma questão política, mas uma questão de segurança pública. O recurso deve ser estável, confiável e, de certa forma, inflexível às demandas oficiais.” 

“Você não percebe que precisa de privacidade até que seja tarde demais. A privacidade é um conceito individual, mas também coletivo; protege a minoria, as pessoas que são diferentes, e as protegemos porque são a origem do progresso. Se todos tivermos as mesmas ideias, não iremos a lugar nenhum. Mas essas diferenças podem ser ameaças para muitos”, completou Snowden. 

O evento é parte do Dia Global da Criptografia, criado pela Global Encryption Coalition, coalizão internacional com mais de 200 membros ao redor do mundo. A data é celebrada pela primeira vez neste ano, em um momento no qual diversos países debatem mudanças legislativas que podem enfraquecer esse recurso, que promove a segurança e a privacidade de dados dos cidadãos em ambientes digitais.

FONTE: R7

Previous post 150 milhões de brasileiros foram vítimas de crimes cibernéticos em 2021
Next post Atento diz que operação de data center foi retomada após ciberataque

Deixe um comentário