A fraude nunca dorme: Por que a biometria é essencial para uma prevenção eficaz de fraudes

Views: 64
0 0
Read Time:4 Minute, 34 Second

Quando a pandemia forçou as organizações a enviar agentes de atendimento ao cliente para trabalhar em casa, os fraudadores rapidamente aproveitaram a nova oportunidade apresentada por funcionários isolados. As tentativas de engenharia social e suborno aumentaram rapidamente à medida que fraudadores visavam agentes sem o apoio habitual de colegas e gerentes.

Embora os fraudadores se adaptaram rapidamente, a maioria das organizações não foi tão rápida; muitas não tomaram as medidas necessárias para reforçar os processos de segurança e autenticação. Agora que o mundo está começando a reabrir, esses problemas podem parecer muito atrasados; mas o que acontece quando há outra onda ou outra grande perturbação social?

Os fraudadores prosperarão com a interrupção das ordens de ficar em casa, reaberturas e trabalho híbrido. As organizações devem pensar no futuro e implementar novas medidas e sistemas de segurança agora que protegerão elas e seus clientes durante a próxima crise.

A autenticação tradicional não é adequada para o propósito

Os profissionais de segurança conhecem há muito tempo os benefícios da autenticação multifatorial, mas surgem problemas quando os fatores de autenticação são fáceis de roubar (como senhas, PINs e senhas únicas enviadas via SMS) ou falsificação (como endereços IP e identificadores de chamadas). Esses fatores podem adicionar um elemento de atrito para fraudadores, mas é improvável que os mantenham afastados por muito tempo.

É essencial ter a biometria como elemento central de uma abordagem em camadas para o processo de autenticação. Ao autenticar as pessoas com base em quem elas são, em vez do que sabem ou algo que têm, as organizações podem se proteger contra fraudes em qualquer canal, independentemente das novas táticas que os fraudadores possam usar.

Também é muito mais fácil para os agentes confiarem na biometria do que nos métodos tradicionais de autenticação – isso ajuda a remover estresse e pressão. Embora, em última análise, essa tecnologia proteja os clientes, ela também protege os funcionários, especialmente porque trabalhar em casa os coloca em maior risco de serem alvos de maus atores. A biometria ajuda a aliviar esses riscos.

Com várias camadas de segurança em vigor e biometria como fator central de autenticação, as organizações têm uma plataforma de prevenção de fraude preparada para o futuro que oferece proteção contra ameaças atuais – e quaisquer novas ameaças que a próxima crise traga.

Segurança em camadas é essencial

A segurança em camadas envolve a combinação de medidas de prevenção de fraudes, como detecção de ambiente e anti-spoofing, com biometria multimodal, tudo sustentado por um mecanismo de risco alimentado por IA que agrega dados das várias camadas para gerar uma pontuação de risco para qualquer envolvimento do cliente.

Ter biometria multimodal dentro dessa abordagem é crucial. A combinação das diferentes modalidades permite uma autenticação perfeita e segura em todos os canais de voz e digitais que os clientes usam para entrar em contato com as marcas.

A biometria de voz identifica clientes genuínos e fraudadores conhecidos com base em centenas de características em sua “impressão de voz” exclusiva. Os sistemas biométricos de voz mais avançados fornecem níveis extremamente altos de precisão de autenticação e detecção de fraudes muito rápida.

A biometria comportamental analisa inúmeras características do comportamento on-line das pessoas, como como elas digitam, usam o mouse, deslizam e tocam ou fazem uma pausa entre as ações. Isso fornece autenticação contínua e passiva para identificar quando fraudadores sequestram sessões.

Finalmente, a biometria conversacional analisa a maneira como as pessoas conversam – a maneira como falam, a gíria que usam ou até mesmo os emojis que usam em aplicativos de bate-papo – para detectar tentativas de engenharia social e mulas de fraude usando scripts. Também pode ajudar a detectar suborno e corrupção de agentes – problemas que dispararam durante a pandemia, quando os agentes estavam operando sem supervisão gerencial ou políticas de mesa limpa.

Melhor para os clientes — e melhor para equipes de fraude

Usar um fator biométrico para autenticação não é apenas a melhor maneira de proteger os clientes, mas também torna as equipes de fraude mais eficientes e ágeis. Uma abordagem biométrica em primeiro lugar se concentra em encontrar fraudadores individuais, em vez de procurar o que estão fazendo. Isso significa que as equipes de fraude não precisam confiar em sistemas baseados em regras e limites, e não obtêm as enormes variações na carga de trabalho que esses sistemas criam.

Esta abordagem biométrica em primeiro lugar e multicamadas para segurança detecta tentativas de fraude muito mais rapidamente e reduz drasticamente o número de falsos positivos. Então, em vez de equipes de fraude sobrecarregadas lidando com a fadiga de alerta enquanto os fraudadores deslizam pelas rachaduras, a detecção de fraudes em tempo real permite que as equipes façam uso mais eficaz de seu tempo.

O imperativo biométrico

Algumas organizações colocam um gesso sobre suas operações de atendimento ao cliente para superá-las pelas pressões imediatas da pandemia. Outros viram uma oportunidade de implementar uma atualização de segurança mais durável – uma plataforma de prevenção de fraudes que não apenas os levaria a uma crise, mas continuaria a proteger os clientes e a marca de ataques de fraude em constante mudança nos próximos anos.

Independentemente de como você escolheu reforçar sua segurança antifraude, voltar ao normal” não deve significar retornar aos velhos tempos ruins de confiar na autenticação longa e insegura baseada no conhecimento. Então, se você ainda não o fez, agora é a hora de considerar adicionar biometria ao seu arsenal de prevenção de fraudes.

FONTE: HELPNET SECURITY

Previous post Atento diz que operação de data center foi retomada após ciberataque
Next post Garantias de ransomware oferecem à comunidade de usuários outra forma de seguro cibernético

Deixe um comentário