Volume de ransomware cai em 2021, mas ataques estão mais ‘maduros’

Views: 80
0 0
Read Time:1 Minute, 10 Second

Levantamento da Kaspersky na América Latina mostra redução de casos bloqueados, mas ameaças são feitas cada vez mais sob medida

Rafael Romer, no IT Forum

Ao longo dos últimos anos, ataques do tipo ransomware têm dominado o noticiário de cibersegurança ao redor do mundo. Incidentes de sequestro de dados através do uso desta modalidade de ataque têm sido frequentes e causado prejuízos milionários. Dados da empresa de cibersegurança Kaspersky, no entanto, revelam não um aumento, mas uma redução destes ataques em 2021 na América Latina.

Segundo a companhia, em 2020, foram bloqueados 2.968.473 ataques de ransomware na América Latina, entre janeiro e agosto. O resultado equivale a uma média de 515 tentativas por hora. Já nos oito primeiros meses de 2021, foram registrados 1.307.481 bloqueios. A média é de 227 tentativas de ataque por hora. Na comparação entre 2020 e 2021, há uma queda de 56% na atividade de ransomware na região.

A redução, no entanto, não é necessariamente um bom sinal. Conforme destacam especialistas da companhia, o fenômeno já era esperado e sinaliza um “amadurecimento” dos ataques do tipo ransomware. Em 2017, quando o WannaCry explodiu pela primeira vez, sua característica principal era atingir empresas de forma massiva, buscando aquelas com sistemas não atualizados. Hoje, ataques são “direcionados”, feitos sobre medida para vítimas escolhidas pelos atacantes.

Leia mais sobre o assunto no IT Forum.

FONTE: CIO

Previous post Cuidado com os riscos ao compartilhar senhas com outros usuários
Next post Google lança patch de correção de vulnerabilidade em falha de dia zero na última versão do Chrome

Deixe um comentário