Tecnologia foca em proteger a liberdade digital para todos

Views: 52
0 0
Read Time:2 Minute, 54 Second

Plataforma tem como objetivo promover os direitos online e redefinir a relação dos cidadãos digitais com a internet para que usufruam de um mundo virtual melhor

A Avast revela a sua nova identidade de marca e seu propósito estendido visando proteger a liberdade digital para todos os cidadãos online. A empresa está empenhada em promover os direitos digitais, especialmente na área crítica de privacidade, com uma nova estratégia de liberdade digital que inclui o engajamento de formuladores de políticas, atividades filantrópicas e inovação.

O novo visual e tom da marca refletem os propósitos mais amplos da Avast: uma abordagem nova e inovadora para uma proteção digital total com o Avast One e uma chamada para ação, de forma que as pessoas reiniciem o seu relacionamento com a internet e usufruam de uma melhor experiência online.

Em um mundo transformado pela pandemia, a Avast identificou como os danos do ambiente online foram além dos problemas de segurança e agora incluem ameaças graves à privacidade e à identidade das pessoas.

Uma pesquisa publicada pela Avast, com base em seu Relatório de Cidadania Digital descobriu que, enquanto seis em cada dez pessoas no mundo reconheceram a importância crescente da internet durante a pandemia, as preocupações com a segurança e a privacidade impediram 78% das pessoas no Brasil de fazer algo no ambiente online; mulheres (82% contra 74% dos homens) e pessoas com idade entre 18 e 24 (72%) representam os grupos demográficos mais preocupados.

“O mundo digital chegou a uma encruzilhada. Mais de 4,8 bilhões de pessoas estão online hoje – o que representa mais da metade da população mundial -, e garantir que as pessoas tenham a capacidade de acessar uma internet segura e protegida é cada vez mais um direito digital fundamental. Não é suficiente simplesmente confiar que os provedores online sempre tenham os nossos maiores interesses em mente. As pessoas estão buscando ajuda para lidar com a desigualdade em seu relacionamento com a internet e para proteger sua segurança, e privacidade”, comenta Ondrej Vlcek, CEO da Avast.

Os cidadãos digitais estão percebendo os problemas da internet

O Relatório de Cidadania Digital da Avast revela que para 43% das pessoas no Brasil a internet tornou a pandemia mais suportável, permitindo contato social, novas experiências, acesso a serviços importantes e tornou-se uma fonte de inspiração. No Brasil, 51% usaram a internet para manter contato com os seus entes queridos, com 21% dos entrevistados dizendo que usaram a videochamada pela primeira vez na vida. Para 46% dos usuários brasileiros, a internet os capacitou a experimentar e aprender coisas novas.

No entanto, o relatório também mostra que as pessoas se entretêm na internet, mas se preocupam com a sua segurança e privacidade. E isso confirma o que os clientes disseram à Avast: que é simplesmente o preço que têm que pagar por usá-la. A maioria dos usuários digitais no Brasil (89%) afirma que a proteção de seus dados é muito importante para eles, no entanto, menos da metade (48%) dos brasileiros afirma ter forte confiança nas leis de proteção de dados.

A incerteza sobre a segurança e a privacidade também pode inibir as pessoas no ambiente digital, com muitos decidindo contra certas atividades online, por exemplo, 29% dos brasileiros optaram por não se registrar em certas contas online que requerem dados pessoais, cerca de três em cada dez (29%) dos entrevistados no país disseram não usar banco online e 31% se abstiveram de usar Wi-Fi público.

FONTE: SECURITY REPORT

Previous post Segurança de endpoint e dispositivo móvel é prioridade para 59% das empresas no mundo até 2023
Next post Petrobras passa a integrar Fórum Global de Resposta a Incidente

Deixe um comentário