Reino Unido expõe mais de 300 afegãos que foram contra o Talibã

Views: 47
0 0
Read Time:1 Minute, 26 Second

O Ministério da Defesa do Reino Unido vazou mais um email que expõe afegãos que trabalharam contra o Talibã. Nesta quinta-feira (23), dezenas de pessoas foram erroneamente adicionadas a lista de transmissão de um email que identifica 55 afegãos que trabalharam em parceria com forças internacionais, contra o Talibã.

De acordo com a BBC, que descobriu o caso, esse é o segundo vazamento de dados de afegãos por parte do Ministério da Defesa do Reino Unido. O primeiro, foi um email vazado que identificou mais de 250 afegãos que trabalharam como tradutores durante as operações contra o Talibã, descoberto no começo de setembro desse ano. O segundo, descoberto nessa quinta-feira (23), expôs mais de 55 afegãos que trabalharam como tradutores para as forças internacionais.

Juntos, esses vazamentos recentes identificam mais de 300 afegãos que, além de estarem secretamente buscando exilo no Reino Unido, nesse momento, podem estar sendo perseguidos pelo Talibã.

O Talibã, embora tenha revelado que não vai perseguir os afegãos que foram contra o seu regime antidemocrático, tem um histórico de perseguição e punições violentas (até execução em público) contra qualquer indivíduo que tenha trabalhado contra o Talibã.

BBC entrou em contato com o Ministério de Defesa do Reino Unido, que informou que está tomando as providências para evitar futuros vazamentos como esse.

“Fomos informados de uma violação de dados que ocorreu no início deste mês pela equipe da Política de Assistência e Relocação Afegã (Arap). Esta semana, o secretário de defesa instigou uma investigação sobre o manuseio de dados daquela equipe. Passos foram dados para garantir que isso não aconteça no futuro“, disse um porta-voz do ministério.

FONTE: THE HACK

Previous post Primeiro semestre de 2021 fecha com ciberataques simultâneos em mais de 50 brasileiras de telecomunicação
Next post RaidForuns deixa seção de administradores exposta

Deixe um comentário