Como evitar perdas por falhas causadas no armazenamento de dados da nuvem

Views: 30
0 0
Read Time:1 Minute, 26 Second

Especialista fala da importância de as companhias estarem preparadas para continuar a operação e como evitar as falhas

Falhas tecnológicas ou indisponibilidade de sistema são normais e até certo ponto monitoráveis. Para evitar possíveis apagões em banco de dados, por exemplo, é fundamental identificar quais os principais processos de negócios ou linhas de produtos e serviços, quais os riscos, os impactos e planejar as estratégias de continuidade.

Isso auxilia a médio e longo prazo a proteger os investimentos de acionistas, investidores, garantir empregos e minimizar impactos a clientes ou a sociedade.

Ter um Plano de Continuidade de Negócios é essencial para descrever como uma empresa responde a situações de crises ou desastres, a fim de assegurar que as funções críticas do negócio voltem a um nível de operação satisfatório, dentro de um prazo razoável, minimizando os impactos e perdas”, explica Jeferson D’Addario, especialista em continuidade de negócios e CEO do Grupo DARYUS. 

Para D’Addario, toda empresa precisa verificar como está a Governança de Riscos da organização.

“Para que exista um conceito de Risk ou Security by Design, é necessário ter especialistas em Riscos e Segurança da Informação para avaliar e ver o que precisa ser feito para existir a resiliência no negócio”, explica.

“Outro ponto importante é criar uma matriz de cenários de crise e preparar os Planos de Gestão de Crises para que cada área com seus planos de comunicação específico entre em ação no momento adequado”, complementa. 

D´Addario possui mais de 20 anos de experiência em TI e Consultoria e soma mais de 40 projetos no Brasil e América Latina em Continuidade de Negócios, Resiliência Empresarial e Segurança da Informação.  

FONTE: CRYPTO ID

Previous post Brasil sofre mais de 16,2 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos
Next post Estudo revela que 76% dos times de TI admitem que a segurança foi preterida pela continuidade dos negócios durante a pandemia

Deixe um comentário