Tempo de recuperação é essencial quando acontece um ataque de ransomware, diz Veeam

Views: 37
0 0
Read Time:2 Minute, 59 Second

Por Claudiney Santos

Não só a questão do bloqueio e indisponibilidade dos sistemas devem ser levados em conta quando acontece um ataque de ransomware, mas também o tempo de recuperação da operação, o que pode ser um prejuízo ainda mais relevante para as organizações.

Essa é a opinião de  Elder Jascolka, country manager da Veeam no Brasil, que abriu o evento Veeam On Tour Brasil nessa ultima quinta-feira,9, acrescentado que essa situação revela a importância de se adotar uma solução de backup que execute o restabelecimento dos sistemas quase que de forma imediata.

Mas isso pode não ser uma solução tão simples quando ser envolve diferentes fornecedores e várias camadas de tecnologia, situação que deixa as empresas vulneráveis a falhas, violações de segurança virtual e custos crescentes com storage e manutenção. Além disso, os processos atuais são antiquados e os sistemas legados estão cheios de riscos, com dependência de tarefas manuais sujeitas a erros humanos, levando a lacunas de eficiência que deixam os dados vulneráveis.

Ele explica que plataforma inclui além da funcionalidade 3-2-1-0 dos  sistemas tradicionais de Disaster Recovery (DR) a Veeam tem ainda uma cópia imutável dos arquivos com zero erro, que pode ser ativada, e em no máximo 30 minutos restaurar os sistemas. A função já faz parte das funcionalidades da plataforma da Veeam, para que o cliente não tenha que compra nada adicionalmente.

Segundo estudo da Frost & Sulliva, “a mudança súbita para o trabalho remoto em 2020 criou um aumento no volume e nos tipos de dados a serem utilizados pelas empresas. Muitas empresas buscaram a nuvem para aumentar sua agilidade e a capacidade de dados. Porém, no decorrer dessa mudança, as soluções de backup de dados muitas vezes não receberam as atualizações necessárias para acompanhá-la: apesar de sua importância crucial, o backup de dados sempre foi uma área em que as empresas geralmente adotavam uma filosofia de “configurar e esquecer”.

Para a consultoria, “muitas empresas precisam repensar sua posição sobre backup e recuperação de dados. Soluções de gerenciamento de dados avançadas e orientadas por automação, que fornecem cobertura unificada para diferentes infraestruturas e formatos, podem transformar os dados: de um custo e risco a serem controlados para um participante de uma estratégia operacional mais abrangente”.

“A pandemia acelerou significativamente a adoção da nuvem, e a segurança e o backup de dados passaram a ocupar o topo das preocupações de todos. Diante esse cenário, temos sido um verdadeiro aliado para, não só proteger os dados dos nossos clientes, como garantir a alta disponibilidade do seu ambiente de TI, provendo recursos dinâmicos, ágeis flexíveis e seguros, para que sua operação não pare”, afirma Jascolka,

Crescimento

No primeiro semestre de 2021, a Veeam cresceu 32% em vendas no país, resultado que o executivo credita ao investimento que a corporação está fazendo no pais, ampliando o suporte técnico local, que foi transferido da Argentina para o Brasil, somando 12 pessoas; aumentado a qualificação dos canais de negócios para conquistar clientes enterprise; ampliando cobertura regional para ter mais proximidade com clientes e parceiros.

Ele diz que que resultado desse crescimento é fruto do fechamento de grandes contratos (recentemente conquistou uma grande empresa de cosméticos do Sul do pais, por exemplo), principalmente nas áreas de TI, Transporte e Manufatura e do crescimento dos negócios gerados via VCSP (Veeam Cloud & Service Provider). “Nosso objetivo é passar de 32% para 45% o volume de vendas no pais, tendo em vista a importância do mercado brasileiro na América Latina.

FONTE: TI INSIDE

Previous post Fabricante de câmeras Olympus sofre possível ataque ransomware
Next post Brasil sofre mais de 16,2 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos

Deixe um comentário