CNPq nega ação hacker e culpa falha de storage por sistemas fora do ar

Views: 88
0 0
Read Time:1 Minute, 14 Second

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) informou que a volta dos serviços da plataformas da instituição, entre elas a Lattes, que reúne currículos de pesquisadores e detalha sua produção científica, só acontecerá na sexta-feira, 30/07. O CNPq descartou a ação de hackers e disse qu a origem do problema foi uma falha em um storage, que seria, segundo fontes do mercado da EMC, comprada pela Dell Technologies, mas não teria mais contrato de manutenção entre as partes.

“Nada de hacker, mas, sim, uma questão técnica, a falha em uma peça que pode ser substituída”, afirmou o diretor de gestão de tecnologia da informação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Thales Marçal Vieira Netto, em um vídeo publicado nos canais do próprio CNPq, em que aparece ao lado do agrônomo Evaldo Vilela, presidente do CNPq, e reproduzido pelo Valor Econômico. Vilela pediu desculpas pelo episódio, mas afirmou que a falha técnica nada tem a ver com cortes orçamentários.

Vieira Netto afirmou que, por se tratar de uma base de dados grande, de quase 7 milhões de currículos, essa migração de dados leva alguns dias e ainda faltaria entre 40 e 48 horas pra ser concluída. Na linha de notas anteriores do CNPq, ele também disse que as informações estão preservadas; que pagamentos de bolsas não serão afetados; e que os prazos de submissão de propostas de financiamento ao órgão, prestação de contas e outros.

FONTE: CONVERGÊNCIA DIGITAL

Previous post Hackers atacam sistema da segunda maior cidade da Grécia
Next post Antiga (e controversa) ferramenta usada para hackear sites será reativada na próxima semana

Deixe um comentário