Ciberataque Deixa Portos Na África Do Sul Em Operação Manual

Views: 96
0 0
Read Time:57 Second

Os portos de Durban, Cidade do Cabo, Port Elizabeth e Ngqura estão, desde 22 de Julho, a trabalhar manualmente, na sequência de um ciberataque. O ataque de ransomware atingiu a Transnet, uma empresa estatal da África do Sul que opera ferrovias, portos e outras infra-estruturas críticas no país. 

A empresa avançou que “a Transnet, incluindo a Transnet Port Terminals, sofreu um ciberataque, intrusão de segurança e sabotagem, que resultou na interrupção dos processos e funções normaisl da TPT ou na destruição ou dano do equipamento ou informações”.

Além disso, avançou que “os especialistas estão a determinar a origem exacta da causa do comprometimento e a extensão da violação ou sabotagem da segurança de dados”.

A TPT opera as instalações de entrega de contentores em Durban – o porto de contentores mais movimentado da África subsaariana, que movimenta mais de 60% do tráfego de contentores do país – bem como terminais de contentores na Cidade do Cabo e nos portos do Cabo Oriental de Ngqura e Porto Elizabeth. O grupo recorreu a um sistema manual num esforço para continuar a operar divisões chave, tais como a TPT.

FONTE: SECUIRTY MAGAZINE

Previous post 10 Vetores Comuns de Ataque Cibernético e Como Evitá-los
Next post Dados pessoais: 8 cuidados para não ser penalizado pela LGPD a partir de agosto

Deixe um comentário