1,1 milhão de ciberataques foram contra gamers, diz Kaspersky

Views: 38
0 0
Read Time:3 Minute, 13 Second

Número de ciberataques explorando o tema do jogo de janeiro de 2020 a maio de 2021.

Recebemos a seguinte informação:

Em 2020, como os países do mundo inteiro foram forçados a fechar as portas, o número de jogadores de games on-line disparou. Para se ter um uma ideia, até o final de março de 2020, o número de usuários ativos e simultâneos que jogam ativamente no Steam (plataforma de jogos online mais popular do mundo) atingiu um recorde histórico. Essa marca foi novamente quebrada em março deste ano, quando a plataforma atingiu quase 27 milhões de usuários.

Como os jogos on-line se tornaram cada vez mais populares, os cibercriminosos têm procurado maneiras de explorar esta tendência para seu ganho. Ano passado, pesquisadores da Kaspersky descobriram que houve um aumento significativo no número de detecções para sites com nomes que exploram o tema dos jogos (ou seja, nomes de jogos e plataformas populares): um aumento de 54% no número diário de redirecionamentos bloqueados em abril de 2020, quando comparado a janeiro de 2020.Continua depois da publicidadehttps://ed23fcf936a16ce4179d62406aee5042.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Mesmo com alguns países diminuindo as restrições, o número de ciberataques usando jogos como tema continuou a aumentar, atingindo um recorde histórico em novembro de 2020: quase 2.500.000. Após um declínio no início de 2021, o número de ataques on-line aumentou novamente, atingindo 1.125.010 em abril de 2021 – um aumento de 34% quando comparado a março deste ano.

Como no ano passado, o jogo mais popular usado como isca é o Minecraft. Apesar disso, em 2021, o jogo Counter Strike: Global Offensive tem superado constantemente o Minecraft como o jogo mais popular usado como isca, na qual também houve um pico no uso do jogo Dota como isca. As ameaças mais comuns encontradas por estes links maliciosos explorando o tema do jogo são os trojans (arquivos maliciosos que permitem aos cibercriminosos fazer de tudo, desde apagar e bloquear dados até interromper o desempenho do computador). Estes malware se disfarçam de versões gratuitas, atualizações ou extensões desses jogos populares, bem como programas de trapaças (cheating).

“Há muitos jogadores online no mundo – cerca de 3 bilhões – e jogar é uma ótima maneira de relaxar no dia a dia. Naturalmente, isso significa que os cibercriminosos continuarão interessados no setor e, como cada vez mais pessoas estão jogando em seus dispositivos de trabalho, esta prática coloca em risco os recursos da empresa. No entanto, os jogadores ainda podem desfrutar com segurança do jogo. Eles só precisam seguir as melhores práticas básicas da cibersegurança”, comenta Maria Namestnikova, chefe da Equipe Global de Investigação e Análise da Kaspersky.

Para ficar a salvo de ataques enquanto joga, os especialistas Kaspersky recomendam:

• Use senhas fortes e autenticação de dois fatores (2FA) sempre que possível para proteger suas contas de jogos;

• Desconfie de qualquer trapaça e cópias piratas de jogos, pois é uma das iscas favoritas dos cibercriminosos;

• Use uma solução de segurança forte e confiável que não irá retardar seu computador enquanto estiver jogando, como a Kaspersky Total Security. Funciona sem problemas com Steam e outros serviços de jogos;

• É mais seguro comprar jogos somente em sites oficiais e esperar pelas vendas oficiais – elas acontecem com bastante frequência, assim você não ficará sentado por muito tempo;

• Cuidado com as campanhas de phishing e jogadores desconhecidos. É sempre uma boa opção checar o site para o qual você é redirecionado por meio de links recebidos por e-mail, bem como a extensão de um arquivo que você vai abrir.

• Tente não clicar em nenhum link para sites externos do chat do jogo, e verifique cuidadosamente o endereço de qualquer recurso que solicite informar seu nome de usuário e senha.

Para saber mais sobre ciberataques envolvendo jogos online, acesse o Securelist .

FONTE: DROPS DE JOGOS

Previous post UFRR afirma que dados não foram comprometidos após invasão hacker e site segue fora do ar
Next post Com a Operação 404, Brasil lidera combate ao crime cibernético na América Latina

Deixe uma resposta