FireEye é vendida por R$ 6 bilhões para grupo de investimento que controla McAfee

Views: 133
0 0
Read Time:3 Minute, 3 Second

Guilherme Petry

FireEye, fornecedora de produtos de segurança da informação, com sede em Milpitas, Califórnia (EUA) foi vendida para o consórcio de investimentos estadunidense, Symphony Technology Group (STG) por US$ 1,2 bilhão (mais de R$ 6 bilhões), informou a empresa, na quarta-feira (02/06), em um comunicado à imprensa.

De acordo com a FireEye, seus produtos e seu nome agora integram o portfólio do grupo STG, que também é responsável pela fabricante de soluções de segurança McAfee e pela RSA, pioneira em sistemas de criptografia. Já a Mandiant, que fazia parte da FireEye desde 2014, volta a ser uma empresa independente.

Os negócios da FireEye Products e da Mandiant Solutions continuarão operando como uma única entidade até o fechamento da transação [no final do ano], permitindo que a administração e a STG desenvolvam uma transição bem-sucedida dos negócios da FireEye para uma entidade independente dentro do portfólio da STG”, escreve a empresa.

FireEye fecha capital e Mandiant estuda abrir

A The Hack entrou em contato com uma fonte familiarizada com o caso, que revelou que mesmo pertencendo ao mesmo grupo, a FireEye e a Mandiant sempre foram empresas independentes e já estavam estudando se separar.

Com a venda da FireEye para o STG, a empresa deixa de operar com capital aberto (não vai mais oferecer ações na bolsa)e a Mandiant vai seguir como empresa independente, inclusive, abrindo capital e negociando ações na bolsa de valores, informa a fonte.

As empresas garantem que o processo de adaptação pós-compra e separação não vai interferir no relacionamento com os clientes. A única diferença é que a partir do ano que vem, caso uma empresa seja cliente dos produtos da FireEye e das soluções da Mandiant, essa empresa vai passar a ter dois representantes separados.

Os clientes no Brasil já estão sendo notificados e tranquilizados de que o atendimento não vai mudar até o final dos processos de compra, no final do ano, informa a fonte.

Sede da FireEye em Milpitas, Califórnia. Foto: Hapabapa via iStock.
Sede da FireEye em Milpitas, Califórnia. Foto: Hapabapa via iStock.

Futuro das empresas

Kevin Mandia, CEO da FireEye, explica que com a separação, as duas empresas poderão se concentrar em atender melhor seus clientes, já que embora sejam empresas de segurança, possuem frentes de ação diferentes. “Acreditamos que essa separação vai permitir que ambas as empresas atendam melhor seus clientes”, disse.

Já William Chisholm, sócio-gerente do STG, revela que o grupo está entusiasmado com a compra, principalmente por poder somar sua experiência e conhecimento no setor de segurança da informação para explorar oportunidades ainda inexploradas pela FireEye. “Acreditamos que haja uma enorme oportunidade inexplorada para o negócio que estamos entusiasmados em cristalizar ao alavancar nossa significativa experiência no setor de software de segurança e nosso conhecimento especializado líder de mercado”, diz.

A FireEye é uma das pioneiras no mercado de detecção avançada de ameaças, com a introdução do Multi-Vector Execution (MVX) para segurança de rede. Atualmente investe em inteligência artificial e machine learning para automação e otimização de processos de detecção e prevenção de ameaças cibernéticas.

Já a Mandiant se destaca por suas soluções de inteligência de ameaças e expertise em operação na linha de frente, atendendo empresas, governos, agências reguladoras e representantes jurídicos. Em 2013, ficou conhecida por identificar a primeira Ameaça Persistente Avançada (em inglês Advanced Persistent Threat [APT]), que são grupos financiados por Estados-nações, que nesse caso era financiado pelo governo chinês.

Os processos de compra, venda e separação estão sendo monitorados pelo banco Goldman Sachs e pela firma de advogados Wilson Sonsini Goodrich & Rosati, além de outras consultorias.

FONTE: THE HACK

Previous post Hacker invade Instagram de prefeito e coloca conta à venda
Next post Códigos-fonte de Cyberpunk 2077 e The Witcher 3 vazaram na web

Deixe um comentário