Média de ataques hacker a empresas brasileiras já é maior do que a global

Views: 144
0 0
Read Time:1 Minute, 43 Second

Relatório de inteligência de ameaças divulgado pela Check Point Software aponta que o Brasil está sob ataque hacker, com média de investidas superior ao patamar mundial.

São cerca de 803 ataques por semana contra uma empresa no país comparados a 694 ataques a nível global. Segundo o relatório, o principal vetor para inserir arquivos maliciosos nas companhias foi o e-mail.

A principal vulnerabilidade explorada por aqui é a execução remota de código (do inglês, Remote Code Execution), que permite ao atacante rodar códigos maliciosos na máquina da vítima remotamente.

Esta semana o Minha Operadora reportou sobre empresas brasileiras de energia, peças para carros e até órgãos do judiciário como alvos de ataques hacker por meio de vírus que sequestram sistemas (ransomware).

Só em março, o número de investidas hacker com o uso de ransomware subiu 57%, na esteira das vulnerabilidades encontradas no serviço de e-mail Microsoft Exchange.

De acordo com a Check Point Software, esse tipo de malware custou cerca de US$ 20 bilhões às empresas durante o ano de 2020, o que representa um aumento de 75% em relação a 2019.

Desde o mês passado, os pesquisadores vem identificando uma média de 1.000 organizações sendo atacadas semanalmente por vírus que sequestram sistemas.

Os principais alvos são empresas e órgãos nos setores de saúde (média de 109 ataques semanais), utilities (média de 59 ataques) e seguros/judiciário (34 ataques).

Para Claudio Bannwart, country manager da Check Point Brasil, o ano de 2021será o da segurança de todo e qualquer lugar. Diante da sofisticação dos ataques, é preciso que as empresas adotem estratégias para se proteger.

Pensar em como defender cada ponto da organização evita situações como a do oleoduto Colonial Pipeline nos EUA, que pagou US$ 5 milhões para ter de volta os sistemas que foram sequestrados por hackers.

E num cenário como o atual, com o mundo em situação de pandemia com mais gente trabalhando de casa, acaba se tornando mais uma possível vulnerabilidade a ser explorada se a segurança não for bem trabalhada.

FONTE: MINHA OPERADORA

Previous post Hackers têm presa fácil com vários alertas ignorados pelos EUA
Next post 4 pontos que a nova política de privacidade do WhatsApp precisa esclarecer

Deixe um comentário