Apenas 13% dos usuários Apple aceitaram o rastreamento de dados; 5% não permitiram

Views: 183
0 0
Read Time:2 Minute, 17 Second

Igor Shimabukuro

Acusado de prejudicar big techs e empresas de médio e pequeno porte que dependem de publicidade, o App Tracking Transparency — nova ferramenta da Apple que permite o bloqueio do rastreamento de dados por aplicativos — caminha para sua segunda semana em atividade. No entanto, o recurso não parece apresentar uma mudança de hábitos considerável entre os usuários do iOS 14.5.

De acordo com pesquisa da Flurry, empresa especializada em consultoria e análise comportamental de dispositivos móveis, apenas 13% dos usuários no mundo todo aceitaram o rastreamento de dados em seus iPhones e iPads. Se contabilizado apenas o recorte dos Estados Unidos, a porcentagem é ainda menor: de 5%.

Indivíduos que não permitiram a coleta de dados em dispositivos com iOS 14.5
Porcentagem de usuários Apple que recusaram o rastreamento de dados é baixo. Foto: Flurry/Divulgação
Americanos que não permitiram a coleta de dados em dispositivos com iOS 14.5
Somente 3% dos americanos impediram a coleta de dados por apps. Foto: Flurry/Divulgação

A pesquisa da Flurry tem como base sua ferramenta digital presente em mais de 1 milhão de aplicativos móveis no mundo todo. O estudo vai sofrer atualizações diárias à medida que novos dados sobre as opções de privacidade de usuários da Apple são registradas.

Embora os números iniciais não sejam tão nocivos às big techs, é preciso lembrar que a ferramenta antirastreio da Apple completa nesta segunda-feira (10) duas semanas de uso. Isso significa que, no longo prazo, o App Tracking Transparency deve impactar as receitas de anúncios das empresas.

Não à toa, Facebook e Instagram divulgaram novos termos de uso nos dispositivos iOS 14.5. Na mensagem, ambos os apps informam que a coleta de dados é importante para “mostrar anúncios personalizados”, para “permitir que negócios cheguem ao cliente” e para ajudar a manter os aplicativos gratuitos.

Novos termos de uso do Facebook em dispositivos com iOS 14.5
Facebook e Instagram divulgaram novos comunicador com a chegada do iOS 14.5. Foto: Facebook/Divulgação

Desde o lançamento do App Tracking Transparency no iOS 14.5, Apple e Facebook vêm travando uma verdadeira guerra. De um lado, a Apple acredita que a medida reforça a privacidade do usuário — embora também possa favorecer as receitas da App Store.

De outro lado, Facebook afirma que a medida visa apenas os interesses da empresa da maçã, além de prejudicar companhias que dependem da publicidade. Inclusive, é esse o caso do Facebook, já que 97% dos valores obtidos anualmente pela rede social são oriundos do disparo de anúncios personalizados.

Mas além de impactar gigantes como Facebook e Instagram, a nova ferramenta da Apple deve afetar o mercado de publicidade no geral. Pelo menos é isso que acredita a operadora de telecomunicações Verizon, controladora da Flurry. A companhia teme que o App Tracking Transparency desacelere o crescimento do setor que movimenta US$ 189 bilhões por ano e que pode chegar a US$ 240 bilhões em 2022.

FONTE: OLHAR DIGITAL

Previous post Criminosos fazem cerca de 17 mil vítimas por dia no país em golpes
Next post Amazon: esquema de comentários falsos envolve mais de 200 mil pessoas

Deixe um comentário