Cuidado! Saiba como criar uma senha forte e deixar sua conta segura

Views: 80
0 0
Read Time:3 Minute, 26 Second

Os vazamentos de dados fizeram com que fosse necessário mais preocupação com os dados e informações pessoais, sendo preciso, inclusive, aumentar a proteção das senhas.

Por Lucas Ribeiro

Nos últimos meses foi identificado vários vazamentos de dados dos usuários, incluindo endereços de e-mail, senhas, IP, data de nascimento e várias outras informações pessoais. Por conta disso é preciso utilizar senhas fortes e mantê-las atualizadas, evitando problemas futuros caso haja a divulgação das informações dos usuários.

Vazamento de dados

Nesta semana o Facebook anunciou que uma brecha na segurança fez com que um grupo de hackers tivesse acesso a vários dados dos usuários da rede social, como nome, e-mail, data de nascimento e número de telefone. Esse é um problema recorrente nos dias atuais, por isso é preciso tomar muito cuidado com os seus dados bancários e informações de contato.

Caso haja algum vazamento recomendamos que você altere a senha do e-mail e ative a verificação em duas etapas, recurso que traz maior segurança para o usuário.

  1. Acesse o site haveibeenpwned e insira o seu endereço de e-mail;
  2. Em seguida verifique se houve algum tipo de vazamento. É possível visualizar em quais sites houve a divulgação das suas informações.
Verifique se houve vazamento. (Foto: Printscreen).
Verifique se houve vazamento. (Foto: Printscreen).

Outra opção de verificar se houve uma falha na segurança da sua conta é utilizar a ferramenta de check-up de password do Google para conferir o nível de segurança das senhas que estão vinculadas à sua conta.

  1. Acesse o ‘CHECK-UP’ do Google e faça login utilizando seu e-mail e senha;
  2. Verifique se há alguma senha comprometida e caso haja acesse o site para realizar a alteração.
Status das suas senhas. (Foto: Printscreen).

Crie uma senha segura

Para criar uma senha que seja segura é preciso seguir algumas etapas, como adicionar mais de 8 caracteres, letras maiúsculas, minúsculas, números e simbolos especiais. O ideal é que o usuário tenha um código de acesso para cada site ou serviço, dessa forma se houver um vazamento os demais não serão afetados.

Há vários geradores de senhas aleatórias que auxiliam o usuário no momento de criar um PIN seguro, sendo possível definir todos os aspectos do código.

1. Gerenciador de senhas

Para quem tem dificuldade de lembras todas as senhas ou utiliza padrões como “qwerty123”, o ideal é utilizar um gerenciador de senhas, ferramenta em que é possível armazenar os códigos no mesmo lugar. Alguns antivírus possuem esse recurso de forma nativa, embora também seja possível utilizar aplicativos ou sites.

Um desses serviços é o ‘LastPass’, que dispõe de um gerador aleatório e versão gratuita para quem busca algo simples e sem muitas funcionalidades.

  1. Acesse o site do LastPass e defina os critérios para sua senha (tamanho, caracteres, etc);
  2. Memorize a senha gerada ou salve-a na sua conta do LastPass.
Site do Lastpass. (Foto: Printscreen).
Site do Lastpass. (Foto: Printscreen).

2. Não salve no navegador

No ano passado vários canais do YouTube foram hackeados após os criadores de conteúdo instalarem um software mal-intencionado no computador, que conseguiu acessar o histórico de senhas salvas no Chrome e enviou para o hacker. A existência desse malware coloca seus dados de login em risco, por isso recomendamos que não salve suas senhas no navegador, seja o Microsoft Edge, Opera, Mozilla Firefox ou Google Chrome.

  1. Acesse as configurações do Chrome e procure por ‘Preenchimento automático’;
  2. Vá até a opção de ‘Senhas’;
  3. Desative.

Nessa área também é possível verificiar a segurança das suas senhas que estão armazenadas no navegador, para isso basta tocar sobre ”Verificar senhas’.

Preenchimento automático no Chrome. (Foto: Printscreen).
Preenchimento automático no Chrome. (Foto: Printscreen).

3. Crie suas próprias senhas

Caso não queira utilizar um gerador de senhas é possível criar a sua com base em algo que seja fácil de memorizar, como uma estrofe da sua música favorita, iniciais de cada parente ou algo que possa ser utilizado como senha. Por exemplo: minha música favorita é a ‘Construção’, do Chico Buarque, que foi lançada em 1971. Nesse caso eu poderia utilizar algumas sílabas ou letras iniciais e o ano como senha, ficando assim “CntCBu1971”.

FONTE: OFICINA DA NET

Previous post Hackers estão invadindo câmeras, gravando relações sexuais e vendendo na web
Next post Smishing: você sabe quando a mensagem é do banco?

Deixe um comentário