Ransomware: ataques de hackers estão cada vez mais perigosos

Views: 55
0 0
Read Time:2 Minute, 1 Second

Vitor Urbano

Os ataques de ransomware são cada vez mais comuns e cada vez mais perigosos. Estes ataques de hackers basicamente consistem na encriptação de todos os conteúdos de determinada rede, exigindo o pagamento para que seja fornecida a chave de descriptografia.

Agora, um novo relatório da empresa de cibersegurança F-Secure revelou que a natureza destes ataques tem-se tornado cada vez mais perigosa.

De acordo com as mais recentes informações, durante os primeiros meses de 2021 foram identificados pelo menos 15 novas famílias de ransomware que utilizam uma abordagem “Ransomware 2.0”. Em comparação, no mesmo período de 2019, havia sido identificada apenas uma família.

Ransomware

Essencialmente, esta nova abordagem envolve também o roubo de informação, em vez de se limitar a encriptar e bloquear o acesso aos dados.

O que levou à evolução dos ataques de Ransomware

Em 2019 os ataques de ransomware tornaram-se extremamente populares, sendo a ferramenta de ataque mais utilizada em vários grupos de hackers. Com a sua popularidade e a realização de vários ataques de grande mediatismo, as empresas começaram a implementar medidas preventivas.

Com a adoção em massa a soluções de backup (cópias de segurança) de redes completas, as empresas deixaram de pagar os resgates sempre que eram vítimas de ataques de ransomware.

Agora, com o chamado Ransomware 2.0, os hackers conseguem roubar todos os conteúdos das redes além de encriptar e proibir o acesso das vítimas. Desta forma, além de pedirem dinheiro para devolver o acesso, os hackers exisgem também pagamento para que as informações não sejam publicadas online.

FBI alerta potenciais vítimas: pagar o resgate não é solução!

Tanto o FBI como tantas outras agências alertam potenciais vítimas para o facto de pagar o resgate não é uma solução viável. O pagamento das exigências por parte dos hackers não garante que estes cumpram com o prometido.

Especialmente com o Ransomware 2.0, foram já muitos os casos em que empresas cederam às exigências dos atacantes, mas acabaram por ver os seus dados espalhados pela internet.

Além disso, mesmo que os hackers cumpram o prometido e devolvam o acesso a todo o sistema e não publiquem dados online, nada garante que o mesmo grupo não irá atacar a empresa novamente.

Em vez de pagarem os resgates, o FBI encoraja todas as empresas a investirem com seriedade em soluções de cibersegurança, algo que ainda hoje acontece em muito poucas empresas.

FONTE: TECHNET

Previous post Hacker é preso por furtar FGTS, auxílio emergencial e por criar serpente Corn Snake
Next post IBM e Ministério da Ciência fecham parceira para capacitação em blockchain no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *