Empresas ainda subestimam ataques hackers, mesmo com aumento de casos

Views: 50
0 0
Read Time:1 Minute, 33 Second

Imagem de: Empresas ainda subestimam ataques hackers, mesmo com aumento de casos

Giovanna Fantinato

Desde o início da pandemia, o mundo ficou acada vez mais digital. Reuniões de trabalho, festas entre amigos, passatempos, estudos… Quase tudo é feito online. Por outro lado, o crescimento do meio digital pode trazer perigos, como a sofisticação do cibercrime, que aumentou 300% desde o início do isolamento, segundo levantamento da Kaspersky.

Uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria Marsh, a pedido da Microsoft, indica que mesmo com o aumento de ataques hackers, apenas 16% das empresas brasileiras reforçaram seus sistemas de segurança da informação.

Segundo o estudo, as principais ameaças no país durante a pandemia são, em ordem: phishingmalware, ataques em aplicativos web e mobile, vazamento de informações e negação de serviços. Os ataques que mais aumentaram nos últimos meses foram os de engenharia social (phishing), vírus ou ransomware e ataques a aplicativos de computador.

O grande motivo para o crescimento de cibercrime, de acordo com a pequisa, foi a adoção do trabalho remoto sem os cuidados necessários. Mais de 70% das empresas afirmaram que os colaboradores estão trabalhando com dispositivos pessoais.

ataques hacker(Imagem: Marsh/Reprodução)

Como se proteger?

Existem algumas medidas para garantir mais segurança enquanto navega online. Entre elas estão: adoção de solução segura de gerenciamento de senhas, como os chamados “cofres de senha”; utilização de plataformas que filtram e verificam links em emails; fortificar o uso das VPNs, buscando soluções mais modernas e confiáveis; e adotar serviços em nuvem com ferramentas de segurança nativas. Além disso, é essencial que as empresas tenham uma equipe especializada e invistam em ferramentas voltadas para verificação de ameaças.

A Microsoft, que conta com diversos serviços voltados para garantir mais segurança ao usuário na web, lançou o desafio “Security Adventure” para você descobrir se tomaria as melhores decisões ao se tratar de segurança online. Acesse aqui.

FONTE: TECMUNDO

Previous post Como identificar “cryptojacking” e evitar que minerem cripto pelo seu computador
Next post Zero trust: proteger sua empresa é não confiar em ninguém!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *