Oracle Cloud fica inacessível após problema com seu DNS

Views: 90
0 0
Read Time:1 Minute, 46 Second

Dyn DNS, que é de propriedade da empresa, esteve também fora do ar no intervalo em que a nuvem da Oracle esteve inacessível

Milhares de clientes da Oracle no Brasil, Austrália, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Índia, Japão, Canadá, Holanda, Alemanha, Suíça, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Chile, Estados Unidos e Reino Unido tiveram problemas no acesso aos seus serviços, sites e outros recursos em nuvem. Os problemas permaneceram durante aproximadamente duas horas. Segundo um boletim da empresa, a causa foi a seguinte: “A infraestrutura de DNS pública da Oracle apresentou um problema de configuração que resultou em falhas de consulta ao DNS”.

A Oracle informou que o problema afetou o seguinte: 1) infraestrutura de rede e 2) console na Norte da Coreia do Sul (Chuncheon), Sul da Índia (Hyderabad), Sudeste da Austrália (Melbourne), Oeste da Índia (Mumbai), Japão Central (Osaka), Coreia do Sul Central (Seul), Leste do Japão (Tóquio), Leste da Austrália (Sydney), Sudeste do Canadá (Montreal e Toronto), Noroeste dos Paises Baixos (Amsterdam), Alemanha Central (Frankfurt), Norte da Suíça (Zurique), Leste dos Emirados Árabes Unidos (Dubai), Oeste da Arábia Saudita (Jeddah), Chile Central (Santiago), Leste do Brasil (São Paulo), Oeste do Reino Unido (Cardiff), Sul do Reino Unido (Londres), Leste dos EUA (Ashburn), Oeste dos EUA (Phoenix), Oeste dos EUA (San Jose).

No boletim sobre o assunto, a Oracle registrou o horário de início do problema como “10 de março de 2021 23:37 UTC” (20:37 no horário de Brasília) e o de término como “11 de março de 2021 01:03”, num total de uma hora e 26 minutos, mas as consequências para os usuários duraram muito mais tempo, conforme indica o gráfico do Downdetector (veja abaixo). Nesse intervalo, a Oracle informou que “os clientes podem não ter conseguido acessar ou usar os serviços ou recursos do Oracle Cloud Infrastructure”.

Vários usuários da nuvem da Oracle afirmaram no Twitter que o de fato o problema era de DNS, e que esse serviço é prestado pela DynDNS, empresa que a Oracle comprou em 2016. Esses mesmos usuários informaram que o Dyn DNS estava também fora do ar.


FONTE: CISO ADVISOR

Previous post Uso de Ransomware: um crime que tem compensado
Next post XMRig liderou ameaças no Brasil em fevereiro explorando CPUs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *