Violações podem levar US$ 223 bilhões das marcas mais valiosas

Views: 45
0 0
Read Time:2 Minute, 22 Second

Relatório “Invisible Tech. Real Impact” examina o impacto de longo prazo das violações de dados no valor das principais marcas

Uma pesquisa da empresa de TI Infosys e da consultoria Interbrand publicada hoje indica que pode chegar a US$ 223 bilhões a perda de valor do conjunto das cem marcas mais valiosas do mundo por causa de violações de dados. O relatório, denominado “Invisible Tech. Real Impact”, examina o impacto de longo prazo das violações de dados no valor das principais marcas do mundo em todos os setores.

Para quantificar esse risco, a Infosys e a Interbrand identificaram os fatores de marca mais impactados quando uma empresa sofre uma violação de dados: presença, afinidade e confiança. Além disso, simularam o valor de marca resultante do risco em caso de violação, usando a metodologia de avaliação de marca proprietária da Interbrand. A Infosys e a Interbrand descobriram que setores como tecnologia, serviços financeiros e automotivo podem perder um valor maior em violação de dados, enquanto marcas de luxo e bens de consumo podem perder maios valor na receita líquida. O relatório quantificou o risco de valor da marca que diferentes setores enfrentam devido a uma violação de dados, incluindo:

  • Tecnologia  – Risco de valor de marca de até US $ 29 bilhões (até 53 por cento do lucro líquido de 2020)
  • Serviços financeiros  – Risco de valor de marca de até $ 2,6 bilhões (até 52 por cento do lucro líquido de 2020)
  • Automotivo  – Risco de valor de marca de até $ 4,2 bilhões (até 77 por cento do lucro líquido de 2020)
  • Bens de consumo  – Risco de valor de marca de até US $ 5 bilhões (até 114 por cento do lucro líquido de 2020)
  • Luxo  – Risco de valor de marca de até US $ 2,4 bilhões (até 115 por cento do lucro líquido de 2020)

Para o estudo, a Infosys fez parceria com a Interbrand para simular o valor em risco para uma marca no caso de violação de dados. A equipe global de especialistas em avaliação da Interbrand estimou o impacto de uma violação na força da marca com pontuações de Best Global Brand (BGB) 2020 como referência. A simulação usou essas pontuações de força da marca ‘pós-violação’ para estimar o “Valor em risco” devido a uma violação, nas melhores marcas globais. Os CMOs, CISOs e outros tomadores de decisão podem aproveitar a metodologia como um modelo para ajudá-los a entender os riscos semelhantes que podem enfrentar ao valor de sua marca e calcular o nível certo de investimento em segurança cibernética para eles.

O relatório está em
https://www {.} infosys.com/services/cyber-security/insights/long-term-cost-data.html

FONTE: CISO ADVISOR

Previous post Hacker encontra dados sensíveis expostos na CAIXA, DATASUS, USP e outros
Next post Um resumão do ataque hacker aos servidores que usam o Microsoft Exchange

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *