Microsoft confirma que bug foi usado por hackers chineses para espionar clientes do Outlook

Views: 80
0 0
Read Time:1 Minute, 21 Second

A Microsoft confirmou nesta semana que mais de 20 mil usuários corporativos do Outlook foram vítimas de um aprimorado ciberataque chinês. De acordo com o Wall Street Journal, a grande maioria dos clientes afetados são pequenas empresas, mas também há órgãos governamentais na lista dos hackers.

Por mais que a empresa de Redmond negue, o jornal cita que fontes revelaram que o número de afetados pode chegar a 250 mil quando considerado o público global. Comentando o assunto, a Microsoft diz que hackers, supostamente chineses, se aproveitaram de falhas no Exchange. 

Essa brecha nunca havia sido explorada anteriormente – nem a empresa sabia de sua existência -, mas fez com que os cibercriminosos conseguissem ler os e-mails de diversas contas.

 

Apesar de muitas mensagens não conterem qualquer relevância, há ch

Outro detalhe confirmado pela Microsoft informa que os hackers vinham explorando essa brecha desde o início de 2020, sendo que a empresa acredita que o grupo chinês Hafnium esteja por trás dos crimes. 

 

A empresa informa que já entrou em contato com agentes governamentais em busca de minimizar os danos, identificar os autores do crime e processá-los

Além disso, em busca de tranquilizar seus usuários, a Microsoft diz que a falha já foi corrigida. A companhia também pede para que seus clientes atualizem o Windows 10 para receber outras melhorias de segurança.

 

Antes mesmo da Microsoft confirmar a correção da brecha, os hackers fizeram um ataque bruto em busca de contas que ainda tinham a brecha. Para isso, eles atacaram todos os servidores do Exchange.

FONTE: TUDO CELULAR

Previous post Ataque global a e-mail da Microsoft atinge 60 mil empresas e instituições. EBA entre as vítimas
Next post Sete rastreadores foram encontrados no app de gestão de senhas LastPass

Deixe um comentário