TikTok vai pagar US$ 92 milhões para pôr fim a processo de privacidade

Views: 156
0 0
Read Time:2 Minute, 12 Second

Acordo vem após a empresa ser alvo de 21 ações judiciais federais, quais alegam que a empresa chinesa está envolvida no roubo de dados de usuários

O TikTok concordou em pagar US$ 92 milhões para acabar com vários processos por quebra de privacidade. O acordo se aplica a 89 milhões de usuários da rede social de vídeos nos Estados Unidos, cujos dados a empresa supostamente vendeu a anunciantes, em violação a leis estaduais e federais. Alguns desses “compradores” seriam empresas baseadas na China.

O acordo vem após a empresa ser alvo de 21 ações judiciais federais, movidas principalmente em nome de crianças que alegam que a empresa chinesa está envolvida no “roubo de dados de usuários ​​do TikTok, pessoalmente identificáveis”.

Os advogados dos demandantes alegaram que até vídeos de rascunho que nunca foram publicados foram coletados pelo gigante da mídia social. Informações do usuário usando tecnologia de reconhecimento facial também foram coletadas e compartilhadas.

Algumas das crianças envolvidas no processo tinham apenas seis anos, de acordo com o documento assinado entre as partes. “Além do mais, está incluído no aplicativo um software de vigilância desenvolvido na China desconhecido dos usuários do aplicativo. O TikTok limpou clandestinamente e transferiu para servidores na China [e para outros servidores acessíveis de dentro da China] grandes quantidades de dados e conteúdo de usuários privados e pessoalmente identificáveis ​​que poderiam ser empregados para identificar, traçar perfil e rastrear a localização física e digital e atividades dos usuários dos Estados Unidos agora e no futuro”, detalha o acordo.

“Os usuários estão ainda mais em risco porque a conduta dos réus expõe os dados do usuário do TikTok ao acesso do governo chinês para ajudá-lo a cumprir dois de seus objetivos cruciais e interligados: a) domínio mundial em inteligência artificial; b) vigilância e controle populacional”, enfatiza o documento.

De acordo com os termos do acordo, a TikTok teria que interromper o envio de dados do usuário ao exterior e interromper a coleta de informações biométricas, incluindo dados de reconhecimento facial, bem como dados de GPS.

No ano passado, Donald Trump tentou banir o aplicativo nos Estados Unidos e, em seguida, forçar uma venda para a Oracle. O governo Biden está atualmente revisando os riscos de segurança nacional apresentados por toda a tecnologia chinesa, enquanto o Comitê de Investimento Estrangeiro nos Estados Unidos está conduzindo uma revisão de segurança nacional do TikTok.

O TikTik concordou em pagar à FTC uma multa recorde de US$ 5,7 milhões em 2019 para resolver um caso no qual foi acusada de coletar ilegalmente os dados pessoais de crianças que usaram o aplicativo. Com agências de notícias internacionais.

FONTE: CISO ADVISOR

Previous post Hackers usam black hat SEO para enviar ransomware e trojans via Google
Next post Como funcionam os apps stalkware e como eles podem se tornar uma ameaça aos seus dados

Deixe um comentário