Fotos e salários também foram expostos no maior vazamento de dados do país

Views: 89
0 0
Read Time:2 Minute, 19 Second

No que é considerado o maior vazamento de dados do país, fotos de rosto, nomes, endereços e até faixa salarial de 223,74 milhões de brasileiros podem ter sido expostos. A descoberta foi feita pela empresa de cibersegurança PSafe.

A denúncia feita inicialmente pela empresa apontava que os primeiros dados davam conta apenas do vazamento de CPF, data de nascimento e gênero.

Segundo Marco DeMello, presidente da PSafe, o conteúdo do vazamento, ao qual ele teve acesso, é assustador. “Os criminosos que compram esses dados podem assumir a identidade dessas vítimas, criar dívidas e baixar escrituras em nome delas. Existem vários crimes que podem ser cometidos com essa gama de dados tão completa”, disse o executivo ao Estadão.

“Maior vazamento de dados do país” inclui fotos de rosto e salários de 223 milhões de brasileiros
Informação do vazamento foi originalmente descoberta pela PSafe, que alertou o público por meio de comunicado direcionado à imprensa. Imagem: Ms. Li/Shutterstock

Inicialmente, havia a suspeita de que a fonte do suposto “maior vazamento de dados” do Brasil seria a empresa Serasa Experian, a quem o banco supostamente pertencia e considerando que, das informações divulgadas, a pontuação de crédito também estava incluída.

A companhia, no entanto, já emitiu nota negando as informações. “Fizemos uma investigação aprofundada que indica que não há correspondência entre os campos das pastas disponíveis na web com os campos de nossos sistemas onde o Score Serasa é carregado, nem com o Mosaic. Além disso, os dados que vimos incluem elementos que nem mesmo temos em nossos sistemas e os dados que alegam ser atribuídos à Serasa não correspondem aos dados em nossos arquivos”.

No primeiro comunicado da PSafe (feito pelo seu laboratório de segurança digital, o dfndr lab), a empresa ressaltou que informações como o CPF, nome completo, data de nascimento e até informações de carros haviam sido vazadas. Por si só, isso já é um problema pois abre a possibilidade de fraudes decorrentes de phishing, um tipo de ataque que usa da engenharia social para roubar informações das vítimas

“Maior vazamento de dados do país” inclui fotos de rosto e salários de 223 milhões de brasileiros
Dados pessoais de mais de 220 milhões de brasileiros vazaram na internet. Imagem: Andrii Yalanskyi/Shutterstock

Agora, há informações de um segundo vazamento da mesma base, contendo dados biométricos, faixa salarial e outras informações ainda mais sigilosas, o que pode elevar o potencial de riscos de um simples ataque de phishing para extorsão, roubo e estelionato.

“A essa altura, todos os CPFs brasileiros estão nessa base de dados roubada. Estão lá meus familiares, meus sócios, minha equipe e qualquer coisa que eu pesquiso nos extratos. É assustador”, disse DeMello.

Especialistas em segurança digital afirmam que não há muito o que fazer neste caso, salvo por revisar e reforçar práticas próprias de segurança, a fim de tentar impedir que os dados disponibilizados sejam usados sem o consentimento – ou mesmo o conhecimento – das vítimas.

FONTE: OLHAR DIGITAL

Previous post Segurança remota e LGPD alavancam negócios da indústria de SI
Next post Maior vazamento de dados no País pode prejudicar não só pessoas, mas também empresas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *