Vadokrist: conheça o malware bancário que ataca o Brasil

Views: 150
0 0
Read Time:2 Minute, 41 Second

Laboratório alerta sobre o Vadokrist, cavalo de Troia bancário que tem afetado o Brasil por meio de e-mails maliciosos

O laboratório da ESET divulgou uma nova investigação sobre cavalos de Troia bancários voltados para instituições financeiras em toda a América Latina. Na ocasião, especialistas analisaram o Vadokrist, um novo Trojan que tem afetado principalmente bancos no Brasil por meio de uma funcionalidade backdoor distribuída em e-mails maliciosos.

Como um diferencial de outros cavalos de Troia bancários, o Vadokrist não coleta informações de suas vítimas imediatamente após comprometer suas máquinas. No entanto, de acordo com a análise da ESET, a ameaça compartilha várias características importantes com outros Trojans bancários latino-americanos, como Amavaldo, Casbaneiro, Grandoreiro ou Mekotio.

“A maioria dos cavalos de Troia bancários latino-americanos coleta informações sobre a máquina assim que a vítima a liga. A única informação que o Vadokrist coleta é o nome de usuário, e faz isso após o início do ataque”, diz Jakub Soucek, coordenador da equipe que analisou o Vadokrist na ESET. “Mesmo que não colete informações, o Vadokrist pode manipular o mouse e simular entradas de teclado, gravar pressionamentos de tecla, fazer capturas de tela e reiniciar a máquina. Você também pode impedir o acesso a sites de bancos interrompendo o processo do navegador, uma técnica que acreditamos que os cibercriminosos usam para impedir que as vítimas acessem suas contas bancárias, ajudando os invasores a continuar a manter o controle sobre elas”.

Distribuição

E-mails de spam recentes distribuídos pelo Vadokrist contêm dois arquivos ZIP com dois arquivos: um instalador MSI e um arquivo CAB. Se a vítima executar o instalador MSI, ela localizará o arquivo CAB e extrairá seu conteúdo (um carregador MSI) para o disco. Em seguida, ele executa um arquivo JavaScript incorporado que adiciona uma entrada de chave Executar, garantindo que o carregador MSI seja executado na inicialização do sistema. Finalmente, o script reinicializa a máquina. Na inicialização, o carregador MSI executa uma DLL embutida: o trojan bancário Vadokrist.

Como se proteger

É necessário se manter em constante alerta para que os criminosos nunca tenham sucesso em suas tentativas de obter lucro. Para diminuir a chance de êxito dos cibercriminosos, a ESET traz sete dicas de segurança que o ajudarão a impedir que os ataques sejam bem-sucedidos. Lembrando que essas dicas são úteis para auxiliar na proteção contra diversos tipos de ameaças e não apenas contra o Vadokrist.

• Não utilize software pirata nem faça uso de programas que realizam ativação clandestina, também conhecidos como cracks;

• Sempre assista filmes e séries por meios oficiais;

• Fique atento a todos os e-mails e observe se o remetente e os links presentes na mensagem pertencem realmente à empresa que eles dizem pertencer;

• Navegue por sites confiáveis ou tenha softwares capazes de filtrar a navegação para endereços suspeitos;

• Mantenha todos os softwares do computador ou smartphone em sua última versão disponibilizada pelo fabricante e com todas as atualizações de segurança instaladas;

• Tenha cautela ao acessar links disponibilizados em aplicativos de troca de mensagens, como o WhatsApp – há uma grande quantidade de ameaças que se propagam dessa forma;

• Mantenha os softwares de proteção sempre ativos e configurados para bloquear ameaças.

FONTE: SECURITY REPORT

Previous post Hacker ‘black hat’: a operação que tirou do ar uma das maiores redes de crackers do mundo
Next post Malware Linux usa ferramenta de código aberto para evitar detecção

Deixe um comentário