Banco Inter prepara expansão global e Brasil encara vazamento de dados de 223 milhões de pessoas

Views: 72
0 0
Read Time:2 Minute, 22 Second

Por Viviane Nogueira

brasil-cpf-inter-dados-banco-conta-

Enquanto o Brasil encara um vazamento de dados gigantesco, com 223 milhões de CPFs comprometidos, aumenta a ansiedade no mercado financeiro sobre o lançamento da iniciativa global do Banco Inter.

Vazamento pode ser o maior do Brasil, diz especialista

Na semana passada, a startup PSafe revelou um vazamento de mais de 223 milhões de CPFs, contendo informações detalhadas de cidadãos brasileiros, como nome, endereço, renda, imposto de renda, fotos, participantes do Bolsa Família, scores de crédito e muito mais.

Em adição, mais de 40 milhões de números de CNPJ, com informações a eles atreladas, também foram disponibilizados para venda em fóruns na internet.

Os dados foram compilados em agosto de 2019, e ainda não se sabe de onde veio o vazamento, embora indícios apontem para a base de dados do Serasa, aponta o Estadão.

Para o especialista Bruno Bioni, fundador e professor do Data Privacy Brasil, esse pode ser o maior e mais lesivo vazamento de dados do país.

“Quando você olha para essa riqueza de dados, fica muito fácil praticar aquilo que se chama de “roubo de identidade”. Muitas vezes, esses dados permitem fraudes na rede bancária e até em outras financeiras. Esse é um primeiro risco, mas há outros tipos de uso para esses dados que nem conseguimos imaginar”, afirma Bioni, acrescentando ser preciso colocar em prática um plano de contingência.

De acordo com o especialista, este será o primeiro grande teste da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). No entanto, as multas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) podem ser aplicadas apenas a partir de agosto.

Banco Inter prepara expansão global

João Vitor Menin, CEO do Banco Inter, aguçou a curiosidade da população sobre a expansão do banco digital mineiro ao nível internacional.

O Inter, que é um dos principais rivais do Nubank, maior banco digital independente, planeja levar seus serviços para outros países.

“Estamos criando um app para não correntistas. Vamos lançar em março para brasileiros e no final do segundo trimestre para o mercado internacional”, disse Menin ao NeoFeed.

A iniciativa #GoInter é o principal projeto do banco para 2021, e ganhou até um website, com os dizeres, em inglês:

“Estamos nos tornando globais. Não há limite para simplificar a sua vida. #GoInter chegando em breve…”

Além de possuir código SWIFT e IBAN, o Banco Inter é um dos poucos bancos digitais que libera pagamentos internacionais pelo Google Adsense, atraindo blogueiros e influencers.

Mas a novidade visa transformar o aplicativo em uma carteira em que o cliente de qualquer banco pode baixar o app e cadastrar o cartão de crédito.

A instituição financeira vai focar suas atenções em países da América do Sul, Estados Unidos, Portugal, Espanha e Reino Unido. “Onde há forte presença de colônias brasileiras”, afirma.

FONTE: CRIPTONIZANDO

Previous post Como hackear uma rede WiFi e como se proteger
Next post Exclusivo: os detalhes do vazamento sobre 100 milhões de veículos no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *