3 lições de ‘De Volta Para o futuro’ que podem ajudar sua carreira em cibersegurança

Views: 159
0 0
Read Time:5 Minute, 25 Second

Você não precisa ser capaz de prever o futuro para ter uma carreira de segurança bem-sucedida, mas seria muito melhor aprender com o passado

Dan Lohrmann, CSO

O setor de segurança teve um ano terrível em 2020 – alguns até pensam o pior de todos. Você pode apontar falhas no trabalho de casa após o golpe da Covid-19, várias narrativas eleitorais, a violação da SolarWinds, ataques cibernéticos de estados-nação estrangeiros, novos ransomware, a falta global de cybertalent, erros de líderes governamentais ou uma longa lista de outros itens.

Minha citação favorita que captura esse sentimento de “boa viagem” é do clássico filme De Volta Para o Futuro, quando Doc avisa Marty: “Aconteça o que acontecer, nunca vá para 2020!”.

Independentemente de quem você culpe (ou não) pelas falhas em 2020, Bruce Schneier agora pensa que o melhor caminho a seguir após a violação da SolarWinds é que a maioria das empresas da Fortune 500 queime suas redes e reconstrua do zero.

Mas mesmo que essa abordagem radical seja seguida por organizações dos setores público e privado, esse conselho levanta muitas questões. Nós reconstruímos a mesma arquitetura de rede? As mesmas pessoas, processos e tecnologia (presumivelmente com vulnerabilidades conhecidas corrigidas) manterão os malfeitores afastados no futuro? Podemos continuar fazendo as mesmas coisas e esperar um resultado diferente? Resumindo, aprendemos alguma coisa na última década – ou mesmo no ano passado?

Lições de carreira de De Volta Para o Futuro

O que me traz de volta à minha segunda trilogia favorita de todos os tempos. Existem várias listas de lições de vida que podemos aprender com os filmes De Volta Para o Futuro.

Enquanto refletia sobre esse tópico nas últimas férias e assistia aos três filmes divertidos mais uma vez, descobri minhas três principais lições de carreira que os ciber profissionais (e outros entusiastas da tecnologia) podem aprender com aquela série de filmes magistrais.

Cerque-se de especialistas em quem você confia e que acreditam em você

Eu amo os aspectos multigeracionais da trilogia, tanto com o relacionamento Doc/Marty e como os traços de caráter dos pais e avós são passados de geração a geração – mesmo que seus arredores sejam muito diferentes em Hill Valley. Não importa quais circunstâncias surjam na trilogia, esses relacionamentos confiáveis são fundamentais.

Compreender nosso passado pode nos ajudar a entender o presente e o futuro. É fácil fazer suposições sobre os outros e pensar que eles tomaram decisões por causa de quem são, e não pelas circunstâncias que vivenciaram. Quando aprendemos mais sobre o passado, isso pode contextualizar nossas ações e nos iluminar sobre como as coisas surgiram na situação atual. Conhecer bem a história também pode nos ajudar a evitar cometer os mesmos erros continuamente.

Dica: Pergunte a colegas de confiança sobre as principais decisões (boas ou ruins) que tomaram e como essas decisões afetaram sua situação atual.

Acredite em si mesmo; não se preocupe se as pessoas o chamarem de “medroso”

Ao longo da trilogia, Marty McFly reage fortemente sempre que alguém o chama de “medroso”. No entanto, no final do terceiro filme, quando fica claro que ele poderia morrer de um duelo com Buford “Mad Dog” Tannen, Marty percebe que não importa o que Tannen (ou seus outros adversários) digam sobre ele.

Depois que Marty aprende essa lição, ele se recusa a entrar em uma corrida de carros em 1985. Essa decisão o salva de um acidente de carro. Aprendemos no segundo filme que esse acidente de carro teria machucado seu pulso, impedido de tocar violão e feito com que ele fosse demitido do emprego no futuro (2015).

As perguntas que todos nós precisamos nos fazer regularmente são:

  • Quais são os nossos objetivos de carreira?
  • Quem você está tentando agradar?
  • Por quê?

Como profissionais cibernéticos, precisamos acreditar em nós mesmos, em vez de nos concentrar em comentários negativos que certamente virão de concorrentes do setor. Como Mark Victor Hansen recomenda, “ao registrar seus sonhos e objetivos no papel, você inicia o processo de se tornar a pessoa que mais deseja ser. Coloque seu futuro em boas mãos – o seu próprio”.

Dica: Reveja seus objetivos e planos regularmente com um mentor de confiança que possa apoiar seus planos de ação. Além disso, tornar-se um aprendiz ao longo da vida que está constantemente reinventando sua carreira e desenvolvendo conjuntos de habilidades em diferentes situações permitirá que você tenha sucesso, não importa o que o ciberespaço jogue em você.

Não pare de pensar no amanhã, porque as tendências do passado podem nos ensinar sobre a realidade de amanhã, especialmente na segurança

Prever o futuro é difícil em qualquer área da vida, mas é especialmente difícil quando se trata de tecnologia e segurança cibernética. Isso não significa que não tentemos fazer o nosso melhor para conectar os pontos em relação às tendências cibernéticas, e é por isso que passo muitas horas digerindo e escrevendo sobre as previsões do setor de segurança a cada ano.

É verdade que ninguém previu uma pandemia global de Covid-19 chegando em 2019, portanto, nossa visão de 2020 era fundamentalmente falha em muitos aspectos. No entanto, os prognosticadores ainda acertaram muitas coisas.

Há cinco anos, escrevi este artigo para a CSO Magazine intitulado: Por que mais previsões de segurança e como você pode se beneficiar? Terminei dizendo:

“Resumindo, quanto mais crescem as indústrias de segurança e tecnologia, mais previsões teremos. Da Internet das Coisas a novas tecnologias, robôs e carros autônomos, você realmente acha que falaremos menos sobre segurança e privacidade em 2020? Eu não”.

“As previsões não são novas e não vão desaparecer. Na verdade, elas estão apenas começando”.

“Parabéns, indústria de segurança, e bem-vindo ao ringue central neste circo de três ringues. Sim, é um circo muito grande, mas é onde está toda a ação”.

Acontece que eu estava certo e agora temos mais novas previsões de segurança do que antes.

Dica: reserve um tempo para pensar sobre a carreira futura em sua área de especialização. Pensar na trilogia do cinema, quando nos projetamos no futuro e consideramos todos os nossos objetivos, pode nos ajudar a ter uma perspectiva sobre a situação presente e o que fazer a seguir. A consideração de opções futuras abrirá portas para percepções sobre sua situação atual e o que suas decisões atuais podem realmente significar.

Um pensamento final: Como disse Bill Gates, “nós sempre superestimamos a mudança que ocorrerá nos próximos dois anos e subestimamos a mudança que ocorrerá nos próximos dez”. Não se deixe levar pela inércia.

FONTE: CIO

Previous post iPhone 12 pode desligar marcapassos e dispositivos médicos, conclui estudo
Next post Criptografia: como funciona e como ela é diferente no Signal e no Telegram

Deixe um comentário