Brasileiros vencem concurso global de cibersegurança

Views: 116
0 0
Read Time:2 Minute, 5 Second

Paulo e Pedro Fabri ganharam US$ 10 mil com jogo voltado à conscientização dos usuários.

Os brasileiros Paulo Fabri e Pedro Fabri venceram a Secur’IT Cup, concurso de cibersegurança organizado pela Kaspersky, empresa russa de cibersegurança, que reuniu mais de 1,7 mil estudantes e jovens pesquisadores de 48 países.

Neste ano, a competição global foi realizada on-line e, nela, os participantes exibiram projetos que tratavam dos desafios do mundo em rápida transformação e abordavam os problemas de segurança que emergem junto às novas tecnologias — como machine learning, realidade aumentada e casas inteligentes.

Os projetos incluíam protótipos de soluções de software e hardware, códigos e política baseada em pesquisas, além da nova categoria, de security awareness games.

Nesta última, os participantes foram incentivados a criar jogos com o objetivo de aumentar a conscientização sobre a segurança geral dos usuários e ajudá-los a agir com mais prudência no mundo digital — tudo com suporte da empresa de videogames Wargaming.

A dupla brasileira, que formou a equipe IP², apresentou um projeto batizado de Cyber Clue Game, um jogo criado para reforçar a conscientização dos usuários em relação à cibersegurança. Ele permite investigar incidentes de segurança e resolver mistérios baseados em situações reais.

No total, 24 finalistas de oito países (Austrália, Brasil, Egito, Índia, México, Quirguistão, Reino Unido e Singapura) participaram da rodada final da competição, apresentando dez projetos para um júri de especialistas da Kaspersky e do setor.

“Fiquei impressionada com as apresentações de todos os finalistas, que exibiram projetos extremamente inovadores e tecnologicamente avançados, tornando muito difícil a escolha dos vencedores”, comentou Alina Tan, fundadora da Car Security Quarter, Div0, e membro do júri.

O projeto Cyber Clue Game acabou recebendo a melhor avaliação e conquistou o prêmio de US$ 10 mil. 

“A cibersegurança é fundamental no mundo moderno e, para nós, não há nada melhor do que aprender enquanto jogamos. É uma honra podermos desenvolver um jogo em um espaço de tempo tão curto e ser a primeira equipe do Brasil a receber o reconhecimento da competição Secur’IT Cup”, afirma a dupla. 

Pedro Fabri tem 24 anos e é estudante de desenvolvimento de sistemas e análises da Faculdade de Tecnologia de São Caetano do Sul. Já Paulo Fabri tem 29 e cursa segurança da informação na mesma instituição de ensino.

Fundada em 1997, a Kaspersky é uma empresa russa de cibersegurança e conta com mais de 250 mil clientes corporativos e 400 milhões de usuários de suas tecnologias.

FONTE: BAGUETE

Previous post Computadores na mesma rede ficam mais vulneráveis quando outros dispositivos já foram atacados?
Next post Seis tendências tecnológicas às quais deves ter atenção em 2021

Deixe um comentário